Furto em escola municipal suspende atendimento a 182 crianças

Aula deve ser retomada nesta terça-feira (Amanda Vieira/JP)

O furto na Escola Municipal Aparecido Carlos Guzzi, no Jardim São José, que invadida que ocorreu no último final de semana deixou 182 crianças de zero a cinco anos sem atendimento nesta segunda-feira (11). Criminosos invadiram o local levaram alguns brinquedos, 19 esponjas usadas para o banho das crianças, a mesma quantidade em sabonetes e 23 pentes, além de xampus e condicionadores. A Secretaria Municipal de Educação, informou em nota que em decorrência dos danos e objetos furtados, as aulas foram suspensas, mas serão retomadas, normalmente, nesta terça-feira (12). O boletim de ocorrência foi registrado na UPJ (Unidade de Polícia Judiciária e será apurado posteriormente pela Polícia Civil.
A operadora de telemarketing, Dafne Iacope esteve na escola para deixar sua filha de dois anos, mas foi surpreendida após ser avisada que o atendimento foi suspenso.
“É preciso que se faça algo para melhorar a segurança na escola, pois já tivemos pelos menos outros dois furtos recentemente. Felizmente pude deixar minha filha com minha avó para conseguir vir para o trabalho, mas teve outras mães que perderam o dia de serviço, pois não tinham com quem deixar os filhos”, afirmou Dafne.
SUSPEITO
A Guarda Civil prendeu um rapaz após ser acusado de invadir uma construtora, no bairro Pauliceia, na manhã de segunda-feira (11). Ele teria furtado notebook e um celular. O suspeito foi abordado em uma construção no mesmo bairro e levado para a UPJ, onde foi autuado em flagrante.
A corporação acredita que ele também está envolvido no furto da escola. A apuração sobre a suspeita será feita pela Polícia Civil.

 

Texto: Cristiani Azanha