Gestão de contratos do pré-sal por sistema digital avança

Gestão de contratos do pré-sal por sistema digital avança
Fonte: Agência Brasil

A empresa estatal Pré-Sal Petróleo disponibilizou mais três módulos do Sistema de Gestão de Gastos de Partilha de Produção (SGPP) de petróleo para operadores de campos do pré-sal. O sistema digital permite o acompanhamento online de toda a documentação referente a uma série de informações da operação dos contratos, que preveem um repasse de parte da produção para a União.

Os primeiros quatro módulos do SGPP começaram a ser usados em março de 2019. Faltam mais três módulos, que devem ser entregues até setembro.

O sistema está em uso pela Petrobras em Libra, Uirapuru, Alto de Cabo Frio Central, Peroba, Dois Irmãos e Três Marias. A Shell também opera utilizando o sistema em Alto de Cabo Frio Oeste e Sul do Gato do Mato. Com isso, o sistema está operando em seis dos 14 contratos de partilha de produção. 

Segundo a Pré-Sal Petróleo, o sistema digital gerou uma economia de tempo na análise dos dados dos contratos. Antes, técnicos da empresa levavam dois dias para analisar planilhas enviadas pela companhia, o que agora ocorre em apenas 40 segundos por meio do envio online no sistema, que aponta erros e os comunica ao operador. 

A estatal prevê que, até setembro, mais três módulos do sistema entrarão em operação e que, nos próximos meses, ele seja estendido a todos os contratos de partilha de produção. O próximo passo da estatal será acrescentar ferramentas de Analytics e inteligência artificial para o acompanhamento dos projetos em tempo real e a comparação de dados. 

Gestão de contratos do pré-sal por sistema digital avança