Governador garante que não haverá novos pedágios na região de Piracicaba

Governador Márcio França (PSB) visitou o Festival Paulista de Circo, no Engenho Central, em Piracicaba

O governador Márcio França (PSB) garantiu que não haverá novas praças de pedágio nas rodovias da região. A afirmação aconteceu na manhã deste sábado (8), durante visita ao Festival Paulista de Circo que acontece em Piracicaba, com incentivo do Estado e apoio da Prefeitura e Associação Paulista de Circo. A medo de novas praças de pedágio surgiu recentemente, após a Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) abrir novo estudo para concessões de rodovias o que incluía a SP 304 (Geraldo de Barros e Luiz de Queiroz) e a SP 308 (Hermínio Petrin) que liga, respectivamente, Piracicaba as cidades São Pedro, Americana e Charqueada.

Durante a visita ao evento circense, França concedeu coletiva de imprensa e nela garantiu que não haverá novos pedágios na região. “Zero chances de pedágio. O novo formato empregado no estado de São Paulo já tem as concessões feitas e, todas as novas realizadas este ano, provocou a redução no preço do pedágio em 25%. Não é mágica, mas todas as concessões que foram feitas há alguns anos exigiram investimentos e esses investimentos replicaram em pedágios. Para as novas concessões, os investimentos já foram feitos, estão prontos, por isso está sendo reduzido o preço. As outras concessões que serão feitas é com um outro formato financeiro que não exige pedágio”, declarou.

Além disso, o governado lembrou das obras realizadas pelo Estado que do dinheiro já reservado para a recuperação da estrada da Ceasa. “É importante lembrar que, em São Paulo, temos mil obras em andamento, várias no formato de concessão, algumas em formato de PPP (Parceria Público Privada) e outras são nossas. Aqui em Piracicaba estamos aguardando a licitação da estrada velha da Ceasa na qual já reservamos R$ 5 milhões. Segundo o prefeito Barjas Negri, a licitação já foi encerrada e aguardamos apenas a homologação para assinar o início das obras”, completou.

Presente na visita do governado, o deputado estadual Roberto Morais (PPS), destacou a importância da confirmação de França descartando novos pedágios. “A autoridade máxima do governo do Estado disse que este novo modelo de concessão não terá cobrança de pedágio. Além disso, não sabemos ainda se esses trechos propostos serão concedidos. A Artesp está fazendo um estudo, tendo em vista o término das concessões em julho do ano que vem. Como único deputado de Piracicaba, reitero o que já havia dito antes, que sou radicalmente contra os novos pedágios. Eu aguardava ouvir isso da boca do governador e isso aconteceu hoje, o que nos deixa mais tranquilos”

HISTÓRICO – No início de agosto, o governo do Estado de São Paulo aprovou a realização dos estudos para a concessão à iniciativa privada de novo lote rodoviário que inclui as rodovias Luiz de Queiroz (SP-304 – trecho Piracicaba-Americana), a rodovia Geraldo de Barros (SP-304- trecho Piracicaba-São Pedro) e Hermínio Petrin (SP-308 – trecho Piracicaba-Charqueada), o que indicava a probabilidade de pedágios nessas rodovias que compreendem um pacote de quase mil quilômetros de novas concessões.

Os estudos preveem investimentos de R$ 9 bilhões, que compreendem a duplicação de 95 quilômetros da rodovia deputado Amauri Barroso de Souza (SP-304), entre São Pedro e Jaú, além de 6 quilômetros de duplicação na SP-308, na região de Charqueada. A concessão atual da Centrovias vence em junho do ano que vem. Depois disso, haverá nova licitação para definir a empresa que irá explorar a nova concessão, cujo trecho será ampliado em 800 quilômetros. Os números fazem parte de um levantamento inicial que agora será detalhado em estudo minucioso e que não há prazo para ser concluído.

FESTIVAL – Antes de assistir a um espetáculo na tenda Arrelia, o governador enalteceu a organização do Festival, que está em sua 11ª edição, sento a 7ª em Piracicaba, e parabenizou a participação da população em prestigiar o evento. “O circo tem mais de seis mil empregos no estado de São Paulo, e isso nos motiva a incentivar cada vez mais. Já tivemos a participação de mais de 30 mil crianças em eventos de circos fomentados pelo Estado este ano e, até o final do ano, pretendemos atingir um público de até 100 mil além de manter o apoio a economia criativa e as equipes de circo de todo o estado”, concluiu França.