Governo promete desconto de até 90% nos pedágios da região

Pessoas que moram em cidades vizinhas e trabalham em Piracicaba terão desconto na tarifa dos pedágios. (FOTO: Amanda Vieira/JP)

O governador em exercício Rodrigo Garcia disse ontem, em Piracicaba, que os moradores das cidades da região poderão ser beneficiados com uma tarifa diferenciada nas três praças da pedágios que serão instaladas nas rodovias SP-304 e SP-308. Garcia se referiu ao ‘pedágio frequente’ que, segundo ele explicou, pode conceder descontos de até 90% aos usuários que passarem com frequência no sistema de cobrança. “É uma grande inovação, o pedágio frequente. Nós sabemos que muitas vezes as pessoas moram em cidades vizinhas e trabalham em Piracicaba e aquele cidadão que usar frequentemente o pedágio, terá desconto na tarifa”, afirmou.

O governador em exercício disse ainda que o custo do pedágio a ser instalado na região é 15% inferior ao valor cobrado nas atuais praças. “Essa foi uma determinação do governador João Doria, pedágios mais baratos”, discursou. Garcia, que é vice-governador e secretário de governo de João Doria, assumiu o Governo do Estado durante visita internacional do governador. Ele não deu detalhes de como será medida a frequência dos usuários dos pedágios para ter direito ao desconto.

No final de julho, o governo estadual publicou edital de concessão de 1.200 quilômetros de rodovias, entre Piracicaba e a cidade de Panorama, na divisa com o Mato Grosso do Sul. Segundo Garcia, é a maior concessão de rodovias do Brasil. Ele disse que foram feitas audiências públicas nas cidades que terão praça de pedágios.

AUDIÊNCIA SUSPENSA

A questão dos pedágios na região seria a pauta da audiência da deputada estadual Professora Bebel (PT) com o diretor da Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo), Sebastião Ricardo Carvalho Martins, agendada para ontem. De acordo com a assessoria de imprensa da petista, o diretor alegou compromisso com o vice-governador Rodrigo Garcia, e cancelou a agenda. O gabinete da deputada só foi avisado do cancelamento da agenda às 8h de ontem, três horas antes da audiência. “Com isso, diversos vereadores e lideranças da sociedade da região que haviam se deslocado até São Paulo para participar da reunião acabaram sendo surpreendidos com a informação tardia”, informou o gabinete da deputada.

Beto Silva
[email protected]