Grupo Saúde e Cuidados Pessoais exerceu maior pressão no IPCA-15 de abril

O aumento nas despesas das famílias com saúde e cuidados pessoais exerceu a maior pressão sobre a taxa do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) em abril, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O grupo Saúde e cuidados pessoais teve uma elevação de 0,69% nos preços em abril, uma contribuição de 0,08 ponto porcentual para a taxa de 0,21% do IPCA-15 no mês.

Houve aumentos nos itens plano de saúde (1,06%) e remédios (0,63%), refletindo parte do reajuste anual entre 2,09% e 2,84% conforme o tipo do medicamento, em vigor desde 31 de março.