Gustavo Piacentini busca o hepta no kickboxing em Marília

Gustavo Piacentini quer o 7º título na competição. (Foto: Divulgação)

Hexacampeão dos Jogos Abertos do Interior e recordista de títulos no kickboxing, o piracicabano Gustavo Piacentini embarcou nesta terça-feira (19) para Marília, onde participa da 83ª edição do evento. O lutador, que disputa a modalidade low kicks, na categoria 63,5 kg, garante que está motivado para a competição. A preparação, feita com os treinadores Gustavo Zandoval, Jampa Leibholz e Marcos Ribeiro, foi realizada visando a conquista da sétima medalha de ouro na carreira.

Motivação sempre existe. O dia que eu perder essa adrenalina, vou saber que é o momento de parar. É claro que são razões diferentes de quando estava começando, buscando uma projeção. Hoje, é algo comigo mesmo, me dediquei muito, treinei sério. Quando assumi o compromisso com Piracicaba e o Centro Esportivo MR, coloquei na minha cabeça que deveria estar na minha melhor forma física e técnica para buscar o ouro. Foi para isso que eu me preparei nos últimos meses”, contou.

Atleta do Centro Esportivo MR, o piracicabano elogiou o nível da competição, mas deixou claro: o chaveamento não é uma preocupação. “Sei do potencial que tenho, quero aumentar o meu recorde e nunca vou subir ao ringue apenas para cumprir tabela. A chave será difícil, o nível do evento é alto porque reúne os principais nomes da categoria, do jeito que se espera nos Jogos Abertos. Não torço para ter sorte em chave, quero ‘jantar’ quem vier pela frente”, afirmou.

TÉCNICO

Experiente, Gustavo Piacentini também está envolvido na formação de novos atletas em Piracicaba. A transição de atleta para treinador, porém, não é algo planejado. “Ainda tenho lenha para queimar como atleta (risos), mas não descarto qualquer possibilidade. Além das lutas, pude acompanhar nesta temporada o desenvolvimento dessa nova geração, é algo que eu gostei de ver. Agradeço os meus alunos, treinei bastante com eles e foram importantes nessa fase de preparação”, disse Piacentini.

Esse foi um ano em que desenvolvi mais o meu lado ‘treinador’, auxiliando na formação de alguns atletas como o Marcos Alves, que treina diariamente conosco. Vendo ele motivado para conquistar o espaço dele, lembro de mim quando eu também estava começando. Além disso, é um lutador que foi campeão dos Jogos Abertos em 2018 e acaba de conquistar mais um título profissional brasileiro para Piracicaba, uma façanha de grande expressão para nossa cidade”, finalizou Piacentini, que foi campeão brasileiro profissional, em 2017.

Da Redação