Hemonúcleo de Piracicaba realiza campanha para suprir queda no estoque

Ação acontece neste sábado (27), até às 12h, no Hemonúcleo Piracicaba (Foto: Amanda Vieira/JP) Ação acontece neste sábado (27), até às 12h, no Hemonúcleo Piracicaba (Foto: Amanda Vieira/JP)

Devido a significativa queda de 30% no banco de sangue do Hemonúcleo de Piracicaba, será realizada hoje até às 12h, em parceria com a igreja “Jesus Cristo do Santos dos Últimos Dias”, a campanha Mãos que Ajudam a Doar Sangue, que faz parte do cronograma anual de coletas externas, realizadas aos sábados.

Anualmente, o banco de sangue registra queda de todos os tipos sanguíneos nesta mesma época. De acordo com a assistente social do Hemonúcleo Kelly Cristina Borges, as doações de sangue representam um constante desafio, uma vez que muitas pessoas não têm o hábito de doar. Dessa forma, as os incentivos e ações voltadas para estimular as pessoas a doarem precisam ser cada vez mais desenvolvidas. “É muito importante lembrar que para termos estoques em níveis adequados, as doações de sangue precisam ser regulares. As campanhas são importantes e indispensáveis, porém, a regularidade faz toda a diferença”, diz Kelly.

Com apenas uma doação de sangue o doador ajuda cerca de três pacientes que precisam de transfusão. Se a doação é realizada dentro dos critérios técnicos, não causa nenhum risco ao doador. Todo o sangue coletado é distribuído gratuitamente aos hospitais de Piracicaba e região, que usam em casos de cirurgia, acidentes e determinadas patologias. Sendo assim, não pode faltar sangue no banco. “Em momentos de estoque baixo, precisamos mudar esse cenário e as pessoas podem colaborar além da doação, divulgando e convidando amigos e familiares, organizando grupos, campanhas, entre outros movimentos. Existem muitas maneiras de colaborar com esta causa”, indica a assistente social.

Algumas pessoas realizam a doação com o intuito de examinar sua saúde, mas a assistente adverte que isso é errado, pois o indivíduo pode colocar em risco a própria saúde e piorar a dos pacientes que receberão o sangue.

Segundo Kelly, o Hemonúcleo de Piracicaba tem uma média de 40 doadores por dia,
mas o ideal seria de 60 a 70. A expectativa para este sábado é de 150 atendimentos.

Além das campanhas aos sábados, a população também pode doar em dias úteis, das 7h às 12h, no Hemonúcleo de Piracicaba, que fica na avenida Independência, 953, bairro Cidade Alta. Mais informações no site.

Letícia Azevedo