Homem condenado por homicídio e tentativa de homicídio contra PM é preso com droga pela Polícia Civil

Prisão foi realizada com o apoio do Águia da PM (Divulgação/Dise/DIG)

Um homem foi preso após ser apontado como envolvido no tráfico de drogas foi preso após uma abordagem, que ocorreu nesta segunda-feira (18), em uma chácara, no Jardim Conceição. A ação foi realizada pelos policiais civis da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), DIG (Delegacia de Investigações Gerais), com o apoio da equipe do helicóptero Águia da Polícia Militar. No interior do imóvel, onde o investigado estaria os policiais encontraram 378 porções de cocaína, R$ 327,00 em dinheiro e um vidro de lança-perfume. De acordo com a polícia, ele tem mandado de prisão decretado pela Justiça por envolvimento em um homicídio, que aconteceu no bairro Jaraguá, em 2003. Ele também já cumpriu oito anos por tentativa de homicídio contra um policial militar, em 2004.

De acordo com a investigação, os policiais realizaram a apuração sobre um homem que seria integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital) e seria foragido da Justiça por homicídio. Durante as investigações, os policiais conseguiram localizar uma chácara onde o investigado estaria escondido. Inicialmente, os policiais foram ao local apurado como moradia do foragido. Para evitar uma eventual fuga, os investigadores solicitaram o apoio do helicóptero Águia. O investigado foi abordado no interior da chácara, após o cerco policial.

Levado até a delegacia especializada, o homem foi autuado em flagrante sob acusação de tráfico de entorpecentes e registrado ainda ocorrência de captura de procurado pelo delegado Demétrios Gondim Coelho.

Além das duas passagens por homicídio (tentado e consumado), ele também tem passagens por roubo,  porte ilegal de arma, furto, lesão corporal e resistência, segundo a Polícia Civil. Após prestar depoimento, o investigado foi conduzido à carceragem, onde ficou até ser apresentado à audiência de custódia. Os entorpecentes foram apreendidos e serão periciados pelo IC (Instituto de Criminalística).

 

Cristiani Azanha