Homem morre após sofrer descarga elétrica no Monte Líbano

PJ Vítima pintava uma casa; foi o segundo caso de morte registrado na cidade em 14 dias. (Foto: Claudinho Coradini / JP)

O pintor James de Sousa Lima, 33, morreu após sofrer uma descarga elétrica enquanto executava o serviço de pintura em uma residência, no bairro Monte Líbano, ontem de manhã. Os atendentes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados, mas quando chegaram na casa constataram que a vítima estava morta. Foi o segundo caso de morte em decorrência de choque registrado na cidade no período de 14 dias.
Segundo a Polícia Civil, o proprietário da casa teria contratado Lima para pintar o imóvel e seria seu primeiro dia de trabalho. A vítima residia no mesmo bairro. O corpo do pintor foi translado para a cidade de Turiaçu, no Maranhão, onde reside seus familiares.

OUTRO CASO — Dia 21 de novembro, o vigilante Manoel Agripino do Nascimento, 50, também morreu após sofrer uma descarga elétrica, no bairro Campestre. Ele subiu em um poste de energia para fazer a instalação de uma tomada de 220 volts, quando sofreu uma descarga elétrica e caiu de um altura de aproximadamente quatro metros.
Na época, o filho da vítima disse que a família ainda está abalada com o ocorrido. “Meu pai tinha o hábito de fazer várias coisas ao mesmo tempo, ainda não sabemos o que de fato aconteceu, mas ele já tinha feito isso antes”, desabafou o filho do vigilante.

ORIENTAÇÃO — O presidente do Sinticompi (Sindicato Trabalhadores na Indústria e Construção Mobiliário de Piracicaba) Milton Costa disse que o sindicato disponibiliza dois técnicos de segurança do trabalho para orientações aos trabalhadores autônomos.
“Sabemos que em decorrência da atual crise no país muitos trabalhadores atuam na informalidade. Nosso objetivo, com a disponibilização desses profissionais, é fazer a qualificação desses trabalhadores para justamente evitar acidentes, principalmente os que envolvem risco de morte”, afirmou Costa.

(Cristiani Azanha)