Hospital dos Fornecedores de Cana faz 51 anos com trabalho de excelência

Hoje, o Hospital dos Fornecedores de Cana comemora 51 anos. Para marcar a data, realizará um café da manhã saudável à população, das 8h às 11h, com serviços de saúde, como aferição de pressão arterial, teste de glicemia, orientação nutricional e massagem. Considerado referência em tratamentos e humanização do atendimento aos pacientes, o hospital pretende entregar as obras de reforma do Ceon (Centro de Oncologia) até junho deste ano.
 
O presidente do HFC, José Coral, informou que a obra está em andamento. A unidade já obteve verba para compra do acelerador linear, usado na radioterpia, que substituirá o equipamento em uso, que tem mais de 30 anos, não tem mais garantia e nem funciona o dia todo, segundo Coral. Além disso, aguarda verba pelo programa Pró-Santa Casa do Estado para concluir as obras, em andamento com recursos próprios. 
 
A reforma do Ceon está orçada em R$ 1,85 milhão. A intenção é aumentar a capacidade e atendimento aos pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde). A apresentação do projeto ocorreu em 4 de outubro de 2016. Estavam previstos instalação de dois elevadores para melhorar o acesso ao Ceon – que estão em funcionamento -, melhorias na iluminação e na climatização dos ambientes, aumento do número de poltronas para quimioterapia de 14 para 21, com atendimento de 28 pacientes a mais por dia, além de ampliação do número de banheiros, para acessibilidade aos pacientes oncológicos e ostomizados, e implantação da sala de emergência exclusiva, para a quimioterapia. Segundo Coral, está quase tudo pronto e faltam apenas pequenas obras. O presidente acredita que em dois meses deve ser concluído o setor de quimioterapia. “Até junho deve ficar tudo pronto”, disse Coral. 
 
“Minha missão é de dar continuidade nesse trabalho árduo, diário e humanizado para oferecer sempre o melhor ao nosso principal foco que é o paciente. O HFC se fortalece na decisão estratégica de adotar um sistema de Gestão da Qualidade, que pode ser resumida com o desenvolvimento de competências para estruturar um sistema baseado em processos, bem como desenvolver, implementar e avaliar os resultados, visando a melhoria contínua e a busca pela excelência”, informou o novo diretor clínico Sandro de Oliveira Mendes.
 
A administradora do HFC, Lucimeire Ravelli Peixoto, mencionou os compromissos com a ética e garantias de atendimento de qualidade aos pacientes “O HFC não pode parar, tem que continuar galgando novos desafios, buscando superar limites. Por isso já temos como meta 52 projetos que visam melhorias qualitativas e quantitativas”, disse Lucimeire.
 
“O HFC está em constante desenvolvimento. Do modesto ambulatório médico dedicado ao atendimento da classe canavieira ao moderno complexo hospitalar de 2018, responsável pelo atendimento de cerca de 7.000 pessoas por mês, nada mais é do que o resultado do empenho dessa classe, sob os auspícios de uma diretoria dinâmica e visionária, para estender sua mão à população de Piracicaba e região”, ressaltou o diretor técnico Miki Mochizuki.
 
Com um quadro com 1.270 colaboradores e 296 médicos, o hospital realiza anualmente, em média, 17.210 internações; 47.766 atendimentos no Pronto Atendimento Adulto e Ortopedia; 14.338 atendimentos de Pronto Atendimento Alojamento Conjunto; 12.809 cirurgias e partos; 25.967 Sessões de Hemodiálise; 25.944 Sessões de Oncologia; 101.708 Exames de Imagem; 9.000 Consultas no Centro Médico; 547.559 Exames Laboratoriais.