Ídolo do Botafogo, Jefferson revela que vai se aposentar no final deste ano

Jefferson, goleiro e ídolo do Botafogo, anunciou que vai pendurar as luvas ao final desta temporada de 2018. Em entrevista ao canal de TV Fox Sports, o jogador de 35 anos falou sobre as razões de sua decisão e estabeleceu metas para alcançar antes da aposentadoria do futebol profissional.

“A partir do momento em que você não tem mais foco, não adianta ter 32, 35, 39 (anos), que (o atleta) para (de jogar). Enquanto tiver objetivo, vai embora. O meu foco vai até esse final de ano. Meu objetivo é encerrar aqui no Botafogo, tenho objetivos grandes no Botafogo”, declarou o goleiro.

Questionado sobre os motivos para esta decisão, Jefferson disse que irá se aposentar e pretende focar em “outros desafios”, como o de poder estar mais tempo junto com a família. Ao receber manifestações de carinho dos torcedores, Jefferson agradeceu, mas disse que está decidido a parar.

O goleiro estabeleceu grandes metas para o último ano da carreira. “Espero conquistar um grande título com o Botafogo, estar no grupo da Copa de 2018 e quero bater essa recorde de ser o terceiro jogador que mais vestiu a camisa do Botafogo”, afirmou.

Jefferson foi formado no Cruzeiro e teve duas passagens pelo Botafogo, entre 2003 e 2005 e depois de 2009 até os dias de hoje. Já jogou 440 vezes com a camisa alvinegra e foi campeão carioca duas vezes pelo clube, além de ter sido eleito melhor goleiro do Campeonato Brasileiro de 2014.

Nos últimos tempos, porém, perdeu espaço e passou a amargar a reserva do paraguaio Gatito Fernández, que ganhou continuidade também pelo fato de que o experiente jogador sofreu uma grave lesão que o deixou longo tempo afastado dos gramados.

Pela seleção brasileira, foi convocado para 22 partidas e esteve no grupo que conquistou a Copa das Confederações de 2013 e disputou a Copa do Mundo de 2014. Também defendeu um pênalti de Lionel Messi em um amistoso entre Brasil e Argentina, vencido pela equipe brasileira por 2 a 0.