Ilhados

Moradores do trecho da vicinal rural Angelo Zagetti, que liga São Pedro e Torrinha, estão literalmente fechados em suas próprias casas ou impedidos de chegar e sair de suas propriedades desde o dia 4 de julho, por conta de uma obra na estrada vicinal que atende o local. A proposta da obra é muito boa, asfaltar o trecho, mas o procedimento é, no mínimo, confuso. Sem serem consultados ou mesmo bem orientados, os moradores estão vivendo dias de muita indignação, raiva e perdas. Um deles contou que se lembra bem do dia 4 de julho, porque ao tentar voltar para casa foi surpreendido com um monte de terra interditando a passagem e teve que dormir na casa da mãe, que fica na cidade de São Pedro. Leia os detalhes na matéria de Beto Silva, na página 5.

Nos dias de chuva, os moradores e proprietários de sítios e chácaras não podem usar esse acesso e são obrigados a usar um desvio improvisado que aumenta em 15 quilômetros o percurso até São Pedro, passando por dentro de canaviais. A estrada, que era o principal acesso, está intransitável por conta das obras de asfaltamento. Apesar de começado em julho, até agora foram feitas apenas as obras de adequação de solo, como estaqueamento e terraplanagem num trecho menor. Com a chuva, o serviço parou.

Os moradores reclamam que não foram avisados da interdição do trecho, além disso, os produtores estão com dificuldades de escoar a produção e transporte de alunos. A Prefeitura diz que informou os moradores do trecho e indicou rotas alternativas, mas os entrevistados pela reportagem do Jornal de Piracicaba negam que tenham recebido esses esclarecimentos. O pior é que a obra deve durar até julho do ano que vem, o que não parece ser um período muito agradável para quem precisa usar o trecho.

(Alessandra Morgado)