Indústria cria 100 postos de trabalho em outubro

ciesp Setores de máquinas, produtos químicos e minerais não-metálicos cresceram mais. (Claudinho Coradini/JP)

A região de Piracicaba, que engloba oito municípios, apresentou em outubro variação em 0,20% no nível de emprego industrial. A variação, segundo a Diretoria Regional do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) em Piracicaba, representa aumento de aproximadamente 100 postos de trabalho. Homero Scarso, gerente regional do Ciesp em Piracicaba, afirma que a variação positiva superou a previsão para o mês de outubro.

“Não houve demissões, mas ainda não é uma retomada. Essa variação positiva foi decorrente também do fim do processo eleitoral, mas ainda não temos o montante da sazonalidade do setor sucroenergético, que ocorre em novembro e dezembro. A previsão é de que esses dois últimos meses sejam negativos. Embora 2017 tenha apresentado recuperação positiva, 2018 foi mais difícil por causa da base péssima de 2016, o que resultou em maior dificuldade para crescimento”, explica.

Segundo Scarso, o nível de emprego industrial da Regional Piracicaba foi influenciado pelas variações positivas dos setores de máquinas e equipamentos (0,87%), produtos químicos (0,68%) e produtos minerais não-metálicos (0,37%), que impulsionaram o cálculo do indicador total da região. No ano, o acumulado é de 2%, o que representa aumento de cerca de 950 postos de trabalho. Já nos últimos 12 meses, o acumulado é de -2,28%, representando queda de cerca de 1.200 postos de trabalho. “No ano, até agora tivemos três meses negativos, porém, se for mantida a previsão para novembro e dezembro, teremos cinco meses negativos no final de 2018”, destaca.

Ao contrário da região de Piracicaba, o nível de empregabilidade do Ciesp para o Estado foi negativo em outubro. Após três meses consecutivos mantendo estabilidade na geração de empregos, a indústria paulista fechou 1.000 postos de trabalho em outubro (-0,05%). O desligamento de funcionários temporários, sazonal para o período, ajudou nesse resultado, que é melhor do que o da média histórica para os meses de outubro, em que eram encerradas 3.300 vagas de emprego. Já com o ajuste sazonal, o resultado para o mês recuou -0,14%. “Para nós, 2019 será o ano de recuperação gradual, com menos sobressaltos.”

(Eliana Teixeira)