Indústria de Piracicaba tem pior outubro dos últimos 13 anos

Homero Scarso, do Ciesp Piracicaba lamenta resultado negativo (Crédito: Amanda Vieira/JP)

O mês de outubro foi o pior dos últimos 13 anos na geração de emprego na indústria de Piracicaba e Região. De acordo com os números divulgados ontem pela Diretoria Regional do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) em Piracicaba, composta por oito municípios, registrou resultado negativo no mês. A variação ficou em negativa em 0,97%, o que significou uma queda de aproximadamente 450 postos de trabalho.

A situação já era prevista pela diretoria da entidade que não vê perspectiva de mudança no quadro a curto prazo. Segundo o gerente regional do Ciesp, Homero Scarso, há uma possibilidade remota de mudança ainda no primeiro trimestre de 2020, mas não há nenhuma novidade que Aponte efetivamente para isso.

No ano, a diretoria regional aponta um acumulado negativo de 2,47%, representando uma queda de aproximadamente 1.150 postos de trabalho. Já nos últimos 12 meses, o acumulado é de retração na ordem de 4,79%, cerca de 2.300 postos de trabalho perdidos.

Segundo o relatório, o nível de emprego industrial na Diretoria Regional do Ciesp em Piracicaba no mês de outubro foi influenciado pelas variações negativas de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (-8,21%); produtos alimentícios (-1,67%); metalurgia (-0,48%) e máquinas e equipamentos (-0,55%), que foram os setores que mais influenciaram o cálculo do indicador total da região.

Quando comparados os meses de outubro dos anos de 2018 e 2019, o cenário é ainda pior, pois em outubro de 2018 o resultado foi positivo em 0,20%.

Para o mês de novembro há possibilidade do fechamento de vagas ser maior devido o fim da safra, conforme destaca Scarso.

No Estado de São Paulo, a variação do saldo de emprego na indústria também foi negativa em outubro, com o fechamento de 3 mil postos de trabalho. Computados os dados do acumulado do ano, entre janeiro e outubro, o resultado segue negativo e totaliza o encerramento de 12,5 mil vagas na indústria (-0,60%).

Segundo o Ciesp, a exemplo de Piracicaba, o resultado do mês no Estado foi influenciado pelo setor sucroalcooleiro, com o início do período de demissões dos safristas, além de observadas demissões no setor do vestuário.

Beto Silva

[email protected]