Infratores são multados em R$ 14 mil

multa Ações estão sendo realizadas durante a Piracema. ( Foto: Divulgação)

De sábado (3) até ontem (5), a Polícia Militar Ambiental aplicou R$ 14 mil em infrações somente em Piracicaba. A operação será realizada até o dia 28 de fevereiro de 2019, quando termina o defeso da reprodução natural dos peixes na Bacia Hidrográfica do rio Paraná, que inclui Piracicaba.

Uma das autuações ocorreu ontem, às margens do rio Piracicaba, na avenida Cruzeiro do Sul altura do número 3.000 no bairro Nova Piracicaba. A equipe flagrou duas pessoas realizando a pesca amadora desembarcada, com duas varas de bambu e uma carretilha, aproximadamente 100 metros de corredeiras, que é considerada proibida nesse período. Na ocasião foi aplicada sanção de multa simples no valor de R$ 1.400 para cada um, totalizando R$ 2.800.

Na mesma avenida, próximo ao número 1.000, os policiais avistaram uma pessoa pescando com caniço e molinete a 100 metros de corredeira e a 100 metros de confluência com o Córrego do Enxofre, anteontem. Ele também foi autuado em R$ 1.400.

Em outra abordagem anteontem, as margens do rio Piracicaba, na avenida Jaime Pereira, próximo à ponte do Morato no bairro Jupiá, a equipe flagrou uma pessoa pescando com caniço e molinete a 1.000 metros de corredeira e a 100 metros de desembocadura de efluentes domésticos. A multa foi no mesmo valor que a anterior. A multa mais pesada foi aplicada à três pescadores que estariam às margens do rio, no bairro Nova Piracicaba. Eles utilizavam caniço simples a 100 metros de corredeira. O trio foi multado no total em R$ 4.200, além de terem petrecho de pesca (varas) apreendidos. Metros dali, os policiais encontraram outras três pessoas que também estariam pescando em condições semelhantes e foram multados em R$ 4.200. Outras abordagens no sábado resultaram em multas de aproximadamente R$ 1.400.

(Cristiani Azanha)