Instituto Formar participa de educação ambiental

formar Dados estatísticos mostraram a realidade aos estudantes do Instituto Formar. ( Foto: Divulgação)

A equipe do NEA (Núcleo de Educação Ambiental), da Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), recebeu quinta-feira, 27/09, no Parque do Mirante, um grupo de alunos do Instituto Formar, para participar de um trabalho cooperativo de educação ambiental, voltado para o combate às queimadas urbanas.

Para a atividade, as coordenadoras utilizaram a metodologia Agenda 21 do Pedaço, também conhecida como Oficina do Futuro, idealizada pelo Instituto Ecoar para a Cidadania, cuja proposta é realizar o planejamento de ações referenciadas em quatro etapas: o Muro das Lamentações, a Árvore dos Sonhos, a Viagem na História do Pedaço e a Oficina do Futuro.

A partir da apresentação da metodologia, a bióloga Elizabeth da Silveira Nunes Salles e os estagiários do NEA conduziram as atividades, propondo que os alunos contribuíssem com suas percepções em relação às queimadas em cada etapa proposta pela metodologia.

No Muro das Lamentações os alunos foram estimulados a registrar em cartões em forma de tijolos, suas percepções negativas em relação às queimadas, sendo que a maioria registrou a fumaça e seus efeitos na saúde humana, o fogo e suas consequências para a vida de animais silvestres e a fuligem como principais problemas causados pelas queimadas.
Após um breve diálogo sobre os problemas, o grupo foi novamente estimulado a emitir suas percepções positivas em relação às áreas verdes, parques, praças e florestas presentes na área urbana, em cartões em forma de folhas.

Entre as principais ideias e sugestões apresentadas, destacaram-se: a necessidade de maior atuação da fiscalização nas notificações e aplicações de multas para quem ateia fogo e/ou tem terreno que favorece queimadas.A bióloga do NEA explicou como os encaminhamentos deverão ser feitos a partir das contribuições de todos os participantes, apresentando e destacando a utilização da ferramenta para planejamento estratégico (5W2H) para desenvolver a proposta. Fcoi proposto a utilização da matriz Esforço x Impacto para a priorização das ações.

“Além de contribuir para o processo educativo de combate às queimadas, esta atividade também contribuiu para que os alunos conhecessem metodologias e ferramentas de gestão de processos que podem ser aplicadas em qualquer área, principalmente pelo fato de os alunos participarem de uma instituição que promove processos educativos para a inserção no mercado de trabalho”, disse Elizabeth.

(Da Redação)