Interdição de ponte gera reclamação de motoristas

A ponte sobre o rio Tietê, na rodovia SP-147 (Samuel de Castro Neves), que liga as cidades de Piracicaba e Anhembi foi interditada pelo DER (Departamento de Estradas e Rodagem) para obras na última sexta-feira (8), das 9 às 12h. Os motoristas que passaram pelo local neste horário reclamaram da falta de aviso e de sinalização na rodovia, sendo surpreendidos com a obra.

O engenheiro Moacir José da Silva dirigiu rumo a Anhembi a trabalho, porém não conseguiu chegar ao destino. “Estava na SP-147 quando disseram que estava tudo interditado para obras, porém nós não fomos avisados, já que não fui o único que passava pelo local naquele horário”, disse Silva, que ressaltou quem além do DER não avisar previamente sobre as obras, não colocou placas próximas da ponte, avisando dos trabalhos. “A única placa que vi, estava colocada no meio do matagal e pela situação da mesma, foi colocada de qualquer jeito”, enfatiza.

Em razão da falta de placas, o engenheiro teve que retornar para Piracicaba, já que o caminho para a Anhembi sem sinalização é bastante complicado. “É um caminho cheio de chácaras, sítios e fazendas, além de ser difícil achar placas de retorno”, detalha o engenheiro, que teve não pode cumprir seu compromisso. “Tenho uma agenda e não posso voltar a hora que eu quiser”, completa.

Silva lembrou que entre os meses de novembro e dezembro, o DER realizou obras de concretagem no local, porém naquela ocasião, as placas estavam visíveis. “Se tem placas, você tem que ficar bem atento. Quem não conhece o local e estiver conversando durante o trajeto não achará nada e pode ocorrer acidentes”, disse.

Em nota, o DER informou que o tráfego de veículos entre os km 210 e km 211 são interditados de segunda a sexta-feira, das 9 às 12h e que todo o trecho está sinalizado para orientação aos motoristas. “A interdição é necessária para a construção de uma nova ponte sobre o rio Tietê e deverá ocorrer até maio de 2019, prazo previsto para conclusão das obras”, disse a assessoria, que enfatizou que não haverá interdições nos finais de semana. “A rodovia é aberta ao tráfego após as 12h ao longo da semana”.

As obras no local foram iniciadas em novembro de 2017 e têm investimento de R$ 54,8 milhões do Governo do Estado. A nova ponte, que substituirá a atual, é construída em estrutura metálica, com um vão de 172 metros de comprimento, 18 metros de largura e 30 metros de altura (o equivalente a um prédio de 10 andares). A nova ponte não terá pilares dentro d’água e assim as embarcações poderão navegar com mais agilidade pelo rio.

 

Mauro Adamoli