Investir em cultura

Este mesmo espaço já destacou que investir em cultura e educação é o antídoto contra a pobreza, a violência e impulsiona a formação de cidadãos mais conscientes

Depois da reinauguração do Teatro Municipal Dr. Losso Netto, há uma semana, Piracicaba teve mais uma boa notícia na área cultural ontem. A secretária da Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese, informou que o município foi uma das quatro cidades do Estado contempladas com R$ 250 mil pelo ProAC (Programa de Ação Cultural) Municípios. O projeto é uma legislação de incentivo à cultura do Estado de São. Além disso, ontem foi assinado mais um repasse de R$ 200 mil para oito projetos culturais (cada um receberá R$ 25 mil), aprovados pela Comissão de Seleção do ComCult (Conselho Municipal de Política Cultural). Além disso, haverá mais um investimento de R$ 50 mil do município.

Essas novidades foram anunciadas ontem pela secretária da Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese, e pelo presidente do ComCult, Milton de Mori. É o que traz reportagem de Raquel Soares, nesta edição. E pelo que anunciou a secretária, os projetos que já foram beneficiados com os recursos locais são bastante diversificados, o que é de suma importância, para garantir a formação de público e também atender a segmentos diferentes da sociedade.

Os piracicabanos poderão usufruir de projetos de audiovisual, ligados ao cururu, instrumentos musicais, teatro de rua e lançamento de CD e DVD. O mais importante: os projetos serão apresentados em espaços públicos diferentes, para disseminar ainda mais a cultura pela cidade. É a descentralização, tão importante para que as pessoas da periferia também adquiram o hábito de consumir cultura. Além disso, esses R$ 250 mil que serão destinados através do projeto estadual também vão vingar neste ano e no próximo.

Com dois teatros funcionando a todo vapor, com o Sesc e tantos espaços culturais espalhados pela cidade, Piracicaba é uma cidade privilegiada em espaços culturais. Há atividades para todos os gostos. E essa pluralidade garantiu ao município o posto de terceira cidade do Aglomerado Urbano em satisfação com a cultura da cidade. Este mesmo espaço já destacou que investir em cultura e educação é o antídoto contra a pobreza, a violência e impulsiona a formação de cidadãos mais conscientes.

(Claudete Campos)