Japão: Kuroda deve ser indicado para novo mandato à frente do BoJ

O governo japonês deverá apontar novamente Haruhiko Kuroda como presidente do Banco Central do Japão (BoJ, na sigla em inglês) ainda neste mês, afirmou neste sábado uma fonte próxima ao assunto, num sinal de que o banco provavelmente manterá seu programa de relaxamento monetário por ora.

Kuroda, de 73 anos, será o primeiro comandante do BoJ a servir um segundo mandato em mais de 50 anos, caso as duas casas do parlamento japonês aprovem a nomeação. A indicação deverá ser aprovada, já que a coalizão do primeiro-ministro Shinzo Abe controla ambas casas.

Em pronunciamento na semana passada, Abe declarou que confiava nas habilidades de Kuroda e elogiou a atuação do banqueiro central em mudar o sentimento do mercado para a melhor.

A recondução de Kuroda, se aprovada, deverá reafirmar a continuidade da atual estrutura do BoJ e oferecer maior tranquilidade aos participantes do mercado. Na semana passada, especulações sobre um aperto monetário mais rápido que o esperado por bancos centrais provocou queda generalizada de ações no mundo. Fonte: Dow Jones Newswires.