Jornada do Patrimônio: atividades culturais e roteiros históricos

Neste final de semana, 12 e 13 de outubro, a cidade vai se agitar com o vai e vem dos participantes da segunda edição da Jornada do Patrimônio Cultural, uma realização da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo (SemacTur). O grande foco da iniciativa está em promover o conhecimento das histórias, memórias, pessoas e lugares que compuseram o patrimônio histórico e cultural piracicabano. Vale dizer que não se trata apenas do patrimônio material – prédios e lugares -, mas também do chamado patrimônio imaterial que reúne o conjunto de saberes da sociedade onde estão as festas populares, a religiosidade, o artesanato e também a culinária.

Inspirado numa iniciativa francesa de 1985, o evento neste ano atinge 30 municípios paulistas. Piracicaba, orgulhosamente, apresentará várias atividades culturais e sete roteiros históricos monitorados, com visitas a prédios tombados, exposições, oficinas, projeções de curta metragens, seminários e manifestações populares marcantes como Cururu, Samba Lenço e Viola Caipira. Um mergulho nas atividades relacionadas ao patrimônio cultural e reconhecimento dos bens materiais e imateriais das diversas camadas históricas da cidade, encontrando toda diversidade cultural da população que nos trouxe até aqui.

Os roteiros monitorados acontecerão na Rua do Porto/Parque do Engenho Central; no Centro; Colônia Tirolesa; Cemitério da Saudade; Monte Alegre; Esalq e Rota Negra. O monitoramento das visitas acontece graças aos parceiros Unimep e Senac que chegam com o trabalho voluntário dos estudantes do curso de História e de Guia de Turismo. Eles acompanharão os participantes, destacando os aspectos peculiares de cada espaço, particularmente aqueles já tombados.

Além do acesso a prédios históricos, em alguns deles estão exposições, como “Cartuns do iraniano Alireza Pakdel e a ilustradora Saba Darabian”, na Casa do Povoador; “Hileia” do fotógrafo Antonio Saggese e oficina de Antotipia “Revelando o Patrimônio Cultural de Piracicaba” estão no Museu Prudente de Moraes; oficina de fabricação de mobiliário urbano com material reciclável no Monte Alegre; projeção do curta metragem “Piracicaba 1922”, com imagens históricas e “Cururu Piracicabano” podem ser vistos na Estação da Paulista e o Salão de Arte Contemporânea está aberto na Pinacoteca Municipal.

Das visitas monitoradas cabe destaque para o canteiro de obras de restauro da Catedral de Santo Antonio, onde com as explanações dos monitores darão a conhecer o processo necessário para manutenção de prédios tombados, uma ação semelhante que acontece em todo mundo.

As ações de fortalecimento da história e cultura em Piracicaba são realizadas pela Prefeitura de Piracicaba por meio da SemacTur, Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba (Codepac), em parceria com o Sesc, Senac, Unimep e Esalq.

Para participar é necessário fazer inscrição para o roteiro desejado. A visitação aos patrimônios também poderá ser feita nos dois dias de atividades. Ficou interessado? Então inscreva-se nesta imersão cultural pelo [email protected], enviando nome completo, roteiro desejado e telefone para contato. Bom passeio!