Jovem piracicabano é aceito na base da Ponte Preta

Após passar por peneira que reuniu mais de mil jogadores, Thomas Godói já está na Macaca. (foto: Amanda Vieira)

A Associação Atlética Ponte Preta, de Campinas, realizou entre os meses de abril e maio, uma peneira de aproximadamente 60 dias para formar seu time Sub 13. Cerca de 1.000 jovens se inscreveram e participaram do processo seletivo que, no final, 25 foram escolhidos, entre eles o piracicabano Thomas Henrique Garcia de Godói, que agora joga na lateral-direita da Macaca. “É um grande orgulho para nós, já que diversas jovens da região integraram a equipe e ele é o único piracicabano”, disse Danilo Godói, pai de Thomas.

Durante a peneira, sempre as quintas-feiras uma parte dos jovens eram dispensados e toda quarta dava um frio na barriga, porém confiava no meu futebol e quando descobri que fui selecionado fiquei bem feliz”, disse o jovem atleta, que joga futebol desde os quatro anos de idade e já passou por diversas escolinhas em Piracicaba, como o Chute Inicial Corinthians, Meninos da Vila (São Paulo), Gol de Placa e mais recentemente no CT (Centro de Treinamento) Jonathan Cafu, criado pelo ex-jogador da própria Ponte Preta e que se encontrou com Thomas na semana passada para passar algumas dicas a respeito do mundo do futebol.

Thomas treina na equipe de Campinas de terça, quinta e sábado, e nos outros dias faz um trabalho “personal”, como complemento do treino.

Thomas já treina com a equipe sub 13 da Ponte há três meses e neste mês de julho terá seu primeiro grande desafio já que, dos 25 atletas, oito foram selecionados para participarem da “Copa de Futebol de Base Futuros Craques”, que acontecerá entre os dias 17 a 21, na cidade de Jacutinga, em Minas Gerais. “Fui um dos escolhidos. É um torneio com cerca de 1.400 atletas e que grandes times do Brasil, como Palmeiras, Internacional, Cruzeiro, entre outros, cadastraram observadores técnicos para avaliar o futebol destes jogadores”, comentou Danilo.

Por ser lateral-direito, Thomas tem bastante admiração por jogadores da posição, como Daniel Alves, Danilo e Fagner, porém o seu favorito é o espanhol Héctor Bellerín, do Arsenal-ING. “Acho que ele tem um estilo de jogo legal, é bem rápido, ataca e defende bem, tem um bom número de assistências e na minha opinião é um jogador muito bom”, disse Thomas, que também tem admiração pelo Santos e pelo XV. “Assisti alguns jogos no Barão e gosto bastante do XV, porém defenderei meu time e caso marcar contra o XV, irei comemorar sim”, completou a jovem promessa piracicabana.

Mauro Adamoli
[email protected]