Jovem traz mostra sobre o “corpo inacabado”

A exposição “Trajetória de Um Corpo Inacabado”, de Giulia Zem, será aberta hoje, às 14h, em galeria de arte na rua Vergueiro, n° 353. A mostra é gratuita, fica aberta ao público até 26 de fevereiro e mostra o resultado da pesquisa íntima da artista na busca da formação de sua identidade artística.

De acordo Giulia, os trabalhos foram baseados nas mudanças de seu corpo durante a vida, físicas e espirituais. “São desenhos, pinturas, xilogravarias que mostram a minha transformação, aliada com a arte e cultura. Essas obras são efêmeras, já que assim como o meu corpo, elas estão em constante mudança”, destaca Giulia, ao lembrar que as peças não estão à venda.

Pintora há seis anos, aos 22 anos, Giulia leva em conta a paixão pela arte na hora de escolher sua futura profissão, já que faz faculdade de artes há 3 anos. “Faço obras sobre a minha transformação pessoal há dois anos e sempre contei com incentivo da minha família”, disse a artista.

Giulia já participou de outras amostras, porém essa exposição será a primeira que terá apenas os seus trabalhos. “O convite veio do Coletivo Caravana e já que já tinha bastante material para ser exposto, decidi apresentá-los. Terá ações de descrição de trabalho, aqueles que não fazem mais parte do desenvolvimento, para o público acompanhar toda a minha metamorfose”, comentou a artista, que também já realizou trabalhos de grafite.

Mauro Adamoli

mauro.adamoli@jpjornal.com.br