Jovens se alimentam mal

No mês em que se fala sobre as boas práticas alimentares, Sesc realiza oficinas para ampliar a discussão sobre tema. (foto: Marina Pedrosa)

Neste mês o Sesc Piracicaba realiza oficinas, palestras, bate-papos e exibições de filmes com o tema relacionado a alimentação e ao consumo consciente, agricultura, produção, a memória e relacionamento com o alimento.
O tema vem ao encontro do Dia Mundial da Alimentação criado pela ONU (organização das Nações Unidas) para ser reverenciado em 16 de outubro.
Segundo a ONU, o tema alimentação aborda não somente alimentos saudáveis como também a falta dele em algumas regiões do mundo e o consumo de alimentos orgânicos, ou seja, sem químicos ou manipulação genética.
Existe uma frase popular dita no Brasil “o corpo é um templo”, que se refere ao que se consome, à relação que a pessoa tem com o que se alimenta, ou deixa de se alimentar, e de como é sagrado o corpo.
Para o diretor do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, a importância do evento vem das questões de como a alimentação move questões culturais, políticas sociais e econômicas, mas acima de tudo a saúde. “Comportamentos e preferências alimentares muitas vezes alertam para a necessidade de ampliação de políticas públicas promotoras de saúde

Entre as preocupações dos órgãos reguladores de vários países, inclusive do Brasil, estão os transtornos alimentares, as dietas e modismos, o consumo excessivo de alimentos ultraprocessados e, ainda, o relativo desconhecimento sobre a origem e a forma de produção dos alimentos.”
Em questões de saúde a alimentação é crucial e o Brasil ainda tem muito a entender, pois segundo os dados do Sisvan (Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional) cerca de 55% dos jovens que o utilizam o SUS (Sistema Único de Saúde) em Piracicaba consomem com frequência alimentos industrializados e de valor nutricional baixo.

EVENTO

A programação se inicia com o passeio para o sítio Corumbataí neste domingo, 6, para demonstrar o consumo consciente, as informações passadas serão feitas pela engenheira ambiental Samantha Kauling e a bióloga e cozinheira ecológica Laura Vidotto, integrantes da Articulação Regional de Agroecologia de Piracicaba (ARA!Pira). E finaliza no dia 25 de outubro com a oficina de culinária enquanto debate sobre a forma como a saúde se relaciona com a alimentação. Tudo é feito de forma gratuita e alguns tipos de atividades possuem classificação etária.
A programação completa está no site: www.sescsp.org.br/experimenta

Larissa Anunciato
[email protected]