Juiz Bretas não vê mudanças nas delações em razão de decisão do STF

Juiz Bretas não vê mudanças nas delações em razão de decisão do STF
Fonte: Agência Brasil

O juiz Marcelo Bretas, da 7a Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, que atua na Lava Jato, comentou hoje (17) a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de rejeitar denúncia baseada apenas em delação. O magistrado disse que não vê mudança no uso de delações nas investigações de combate à corrupção. Ele participou de evento na Câmara Americana de Comércio (Amcham), na capital paulista.

“Eu não vejo mudanças nas delações. Parece que houve decisão de não prestigiar alguns acordos, mas isso tem que ser analisado caso a caso. Eu, por exemplo, não conheço as provas que constam naquele processo, então não poderia comentar”, disse Bretas.

Rio de Janeiro - Juiz Marcelo Bretas (ao centro) recebe apoio de artistas, juízes federais, políticos e procuradores da força tarefa da Operação Lava-Jato (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Juiz Marcelo Bretas (Arquivo/Agência Brasil)

Na última quarta-feira (14), o STF rejeitou a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e dois acusados por corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato. No entendimento do Supremo, os delatores não apresentaram comprovações para corroborarem suas citações nos depoimentos de delação contra o senador.

“Eu sei dos processos que estão sob a minha responsabilidade, tenho sempre o cuidado de conferir se aquilo que está sendo dito, também está sendo provado. O que a lei restringe é que não deve haver condenação com base exclusivamente no depoimento”, declarou o juiz.

Juiz Bretas não vê mudanças nas delações em razão de decisão do STF