Juízes eleitorais de Piracicaba desmentem problemas em urnas

Apuração

Ao final do processo eleitoral em Piracicaba, todas as urnas foram enviadas aos Cartórios Eleitorais para a transmissão dos dados ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Os juizes eleitorais Gisela Ruffo (270ª Zona Eleitoral), José Fernando Seifarth de Freitas (93ª Zona Eleitoral) e Pedro Paulo Ferronato (244ª Zona Eleitoral) avaliaram de forma positiva a eleição deste domingo (7). A zona 270 foi a que mais registrou queixas de eleitores por problemas no equipamento e a única a substituir uma das urnas por problema técnico.
Duas reclamações foram com relação a uma tarja preta que apareceu ao final do processo. Em outra ocorrência, o eleitor disse ao mesário que a foto do candidato a presidente apareceu trocada. “Ele ficou exaltado e chamou a PM (Polícia Militar) que registrou um boletim de ocorrência”, contou a magistrada.acrescentando que todas as ocorrência foram registradas em ata e serão apuradas.
A juíza destacou que o eleitor que constatar problemas no uso da urna deve acionar o mesário e parar o processo, nesse caso, é possível cancelar e reiniciar.
Na Zona Eleitoral 93 o juiz Seifarth recebeu denúncia de derrame de santinhos em uma das escolas. “Emiti um mandado de constatação e um oficial de Justiça foi até o local e o caso será apurado”, afirmou.
O juiz Pedro Paulo Ferronato disse que não houve intercorrências em sua zona eleitoral. “Apenas em Charqueda houve um problema com uma tomada de uma das seções, mas o problema foi solucionado de imediato, sem gerar filas”, explicou. A expectativa dos juízes e de que a apuração seja concluida ate as 22h.