Justiça Eleitoral faz auditorias nas urnas

Urnas Eleitores devem ficar atentos na ordem de votação. ( Foto: Claudinho Coradini / JP)

A Justiça Eleitoral de Piracicaba realizou ontem auditoria nas urnas eletrônicas para o segundo turno das eleições, que acontece neste domingo (28) A checagem foi feita em um dos 1.200 equipamentos a serem usados nas 838 seções na área de abrangência dos três cartórios eleitorais. O trabalho teve a presença do juiz eleitoral José Fernando Seifarth de Freitas, o promotor Roberto Pinto dos Santos e foi feito pelo chefe da 93ª Zona Eleitoral, José Antônio Capelli. A auditoria contou com três ações: a codificação da urna, visualização dos candidatos e votação simulada. Para este segundo turno a Justiça Eleitoral chama a atenção dos eleitores para a ordem dos candidatos nesta segunda eleição, primeiro a votação é para governador do Estado – com dois dígitos – e na sequência para presidente, também com dois números.

Seifarth destacou que os eleitores devem votar com calma, prestando atenção na ordem dos cargos para votação. “Se quiserem, podem levar a cola eleitoral com os números anotados para que não haja esquecimento. A Justiça tem plena confiança na urna eletrônica e os eleitores podem consultar pelo site do Tribunal Superior Eleitoral informações sobre todo o sistema eletrônico de votação, em uma compilação das perguntas mais frequentes”, afirmou.

O juiz aproveitou para desmentir notícias falsas que têm circulado nas redes sociais, entre elas, a informação errada de que as urnas não irão computar os votos registrados antes das 9h e após as 16h por causa do horário de verão, que não entrou em vigor. “É falsa a notícia que circula nas redes sociais, conforme esclarecido pelo TSE em seu site oficial”, afirmou o magistrado. A mensagem estimula os eleitores a votarem após as 9h e antes das 16h.

O chefe de cartório da 93ª Zona Eleitora, José Antônio Capelli, chamou a atenção do eleitor para o fato de que, apesar de haver o rezoneamento, o eleitor continua votando na mesma escola. Capelli lembra que, além do título de eleitor é preciso apresentar um documento com foto. “O eleitor vota primeiro para governador e depois presidente”, frisou.

NÚMEROS — Na sexta-feira os equipamentos serão transportados para as 838 seções distribuídas nas três zonas eleitorais da cidade. O pleito de domingo vai contar com cerca de cinco mil profissionais entre mesários, apoio e servidores da Justiça Eleitoral. No total, 97 escolas das redes estadual e municipal abrigarão as seções eleitorais que receberão os 288.947 eleitores piracicabanos.

(Beto Silva)