Laboratório Municipal fez 1 milhão de exames

exame Número é 4% maior que o montante realizado no ano passado. ( Foto: Claudinho Corradini/JP)

De janeiro a setembro deste ano já foram realizados mais de um milhão de exames no Laboratório Municipal de Piracicaba, segundo dados da Secretaria de Saúde. O número reflete aumento de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior quando foram computados 969.838 procedimentos e cerca de 9% se comparado a 2016, que fechou o ano com 927.621. Por dia são realizados 3.300 procedimentos. A informatização e os investimentos em equipamentos agilizaram o trabalho realizado na unidade.

Para o secretário de Saúde, Pedro Mello, o sistema público precisa acompanhar as novas tecnologias para dar conta do crescimento da demanda por exames de diagnóstico e preventivos. “As novas tecnologias permitem ganho em agilidade e eficiência, garantindo melhor atendimento aos usuários”, enfatizou por meio da assessoria de imprensa.

“Felizmente, mesmo com essa migração, a política pública desenvolvida pelo prefeito Barjas Negri permitiu que o atendimento na rede pública seguisse sendo feito da mesma forma”, explicou Mello.

O coordenador do Laboratório Municipal, Luiz Francisco Mendes, disse que todo trabalho manual, que tornava o processo moroso e dispendioso no passado, foi eliminado. A informatização eliminou também a duplicidade de exames, gerando economia. “Antes, o paciente passava em uma UBS e o médico pedia uma série de exames. Depois, passava na UPA e o médico pedia mais uma bateria de exames. Muitas vezes, eram os mesmos exames pedidos anteriormente. Mesmo com a redução de exames desnecessários tivemos esse aumento, que na realidade representa um aumento ainda maior”, observou.

Ele cita ainda que a integração da Rede de Atenção Básica do município também está contribuindo para a melhora no atendimento laboratorial. “Os resultados de exames podem ser acessados via internet, acelerando o atendimento aos usuários, o que dá mais agilidade ao processo, com melhoria do desempenho. Assim é possível atender mais pessoas, em benefício da população assistida”, finaliza Francisco Mendes. Os exames de hemograma, glicose e colesterol são os mais solicitados.

(Da Redação)