Lima, a receptiva capital peruana

Bairros animados como Mirafl ores e Barranco, além da Plaza de Armas dão o charme da capital andina. (Foto: Luis Rivera)

Quando se fala em uma viagem para o Peru, o primeiro lugar que vem a cabeça é Machu Pichu. É um lugar fantástico, mas o país andino tem diversas cidades que não devem ser ignoradas e uma delas é a sua imponente capital Lima. Escolhida recentemente como a sede da final da Libertadores, o local será a capital sul-americana do futebol daqui a duas semanas, e enquanto o jogo não chega, Lima oferece diversas opções para os turistas aproveitarem e se recordarem do país para sempre.

No centro da capital, a Plaza de Armas é a opção favorita para começar seu passeio, já que é um importante local de Lima, já que o centro administrativo e religioso se concentra por lá. O que mais chama a atenção é o estilo neoclássico da Catedral de Lima, reconstruída três vezes em razão de terremotos. Ao lado do templo religioso, ficam os palácios do governo, que passaram por uma remodelação recente, dando tranquilidade aos nativos frequentarem a região. Perto da Plaza de Armas fica o Monumento ao Almirante Miguel Grau, herói da Guerra do Pacífico, e foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 1991, além da Plaza San Martín, com construções que relembram as primeiras décadas do século 20, quando a arquitetura peruana se inspirava na francesa.

O bairro Miraflores não pode ficar de fora de seu roteiro, já que é o coração da capital, com as melhores opções de hospedagem, além da qualidade ímpar de seus restaurantes e cafés. O Parque Salazar, também conhecido como Larcomar, é um amplo shopping de frente para o mar que conta com uma arquitetura única. Ao entrar pelo local, o turista poderá desfrutar de butiques internacionais, lojas de artesanato, além das opções gastronômicas. No calçadão à beira-mar fica a Plaza Del Amor, inspirada nos traços do Parque Güell, clássico da Barcelona de Gaudí, sendo um lindo cenário para curtir o fim do dia na capital.

Outro bairro famoso é o Barranco, um bairro boêmio, construído no século 19 como um destino de praia para a aristocracia de Lima. As ruas são repletas de palmeiras e mansões de estilo colonial em tons pastel, muitas das quais agora abrigam lojas, galerias e restaurantes. O lugar favorito dos casais que passam por Lima é a famosa ‘Ponte dos Suspiros’, construída no século 19 com o objetivo de juntar as extremidades do desfiladeiro. Reza a lenda que se a pessoa atravessar a ponte sem respirar todos os seus desejos serão realizados. Ultimamente, as ruas de Barranco se tornaram uma espécie de tela e os muros coloridos do bairro vêm transformando-o em uma colorida e animada galeria a céu aberto.

Segunda atração mais visitada do Peru, atrás apenas de Machu Pichu, o Circuito Mágico da Água de Lima foi inaugurado em 2007, com um investimento de US$ 13 milhões. Os visitantes que visitam o local ficam maravilhados com o circuito de águas dançantes, maior complexo de fonte de água do mundo em um parque público, reconhecido pelo Guiness Book. Em menos de oito meses após sua inauguração, mais de dois milhões de turistas passaram pelo local.

Mauro Adamoli

[email protected]