Macaco-aranha ataca e fere tratadora no Zoológico Municipal

macaco Ataque ocorreu na ilha onde os primatas vivem. ( Foto: Claudinho Coradini/JP)

Uma tratadora de animais do Zoológico Municipal de Piracicaba foi atacada, ontem, por uma macaca da espécie macaco-aranha. A funcionária, que não teve a identidade divulgada, teve lesões nos braços, pescoço e nas costas. Ela foi socorrida a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Rezende, onde foi medicada e liberada. A prefeitura tratou o incidente como um fato isolado e informou que incidentes como o de ontem não são comuns no zoológico.

A administração municipal informou que o ataque ocorreu pela manhã. De acordo com um funcionário – que estava no local no momento do ataque – que pediu para não ser identificado, o ataque ocorreu no momento em que a tratadora estava na ilha onde os primatas vivem. A funcionária estava alimentado os animais quando foi atacada. A macaca mede entre 40 a 60 centímetros e pesa sete quilos.

Após ser atacada, ela foi socorrida por outros funcionários e levada à UPA. A assessoria de imprensa da prefeitura informou que a servidora deu entrada na unidade médica, às 10h20, com ferimentos nos braços, pescoço e nas costas. Além dos primeiros socorros, a tratadora recebeu todo procedimento necessário e foi liberada. De acordo com o setor de comunicação da prefeitura, a funcionária estava imunizada contra tétano e contra raiva, procedimento adotado em todos os funcionários do zoológico e, mesmo assim, fará a titulação para o vírus da raiva.

A prefeitura informou que o incidente não alterou o funcionamento do Zoológico, que manteve o horário normal de funcionamento, das 9h às 16h. A assessoria não informou se o animal será mantido em observação ou isolamento por causa do ataque. O Zoológico Municipal de Piracicaba abriga 385 animais, sendo 253 aves de 62 espécies; 80 exemplares de mamíferos divididos em 31 espécies; e 52 répteis de oito espécies.

(Beto Silva)