Madame Bovary tem exibição gratuita no Sesc

arte Atriz Isabelle Huppert no papel de Emma Bovary. ( Foto: Divulgação)

Acontece hoje, às 20h, no teatro do Sesc, exibição do filme Madame Bovary, com direção de Claude Chabrol. O filme, baseado em livro homônimo do romancista Gustave Flaubert e estrelado pela atriz Isabelle Huppert, faz parte do ciclo Livros e Leitores, que tem por objetivo exibir produções audiovisuais que trazem como tema a leitura e os leitores. Uma hora antes da trama começar, às 19h, haverá uma roda de conversa com a mestre em Teoria Literária Josiane Maria de Souza, mediadora do projeto Mulheres que Leem São Perigosas. Ela debaterá características do longa. As atividades são gratuitas. Retirada de ingressos deve ser feita com uma hora de antecedência do início da sessão.

Produzido em 1991, o drama se passa na França, no século 19. Emma é uma jovem camponesa que aspira coisas melhores na vida. Ela, então, se casa com um rico médico, Charles Bovary, que conheceu quando ele foi cuidar de seu pai quando este quebrou a perna, apenas para obter ascensão social. Charles, além de ser mais velho, é bem metódico. A medida que cresce a intimidade de suas vidas, um crescente desapego distancia Emma do marido. Sentindo um claro desprezo por seu marido, Emma passa a ter amantes e fazer grandes gastos.

Emma começa desde logo por embirrar com a presença de Nastasie, a governanta da casa do esposo, que é colocada pela primeira vez em contato com a alta sociedade em um baile na luxuosa habitação do Marquês de Andervilliers. Emma não deixa o esposo dançar, partilhando passos de dança com outros companheiros. Perante um degradar do comportamento da esposa e da relação, Charles decide sair de Tostes e ir trabalhar para Yonville, uma pequena cidade, onde nasce Berthe, a filha de ambos.

Conforme Josiane, o filme é crucial para a literatura universal, pois traz o romance e a mulher que através da leitura baseia sua vida. “É uma crítica ao romance romântico. Na roda de conversa, iremos chamar a atenção a alguns elementos do filme, como sua estética e a adaptação da mulher do século 19 no interior da França. O diretor também será um outro assunto que iremos ressaltar, já que ele é uma pessoa importante do cinema frânces, além de como foi sua proposta do livro para o cinema”, disse.

Ainda segundo a profissional, a temática é ressaltar a importância da leitura e ver como o cinema também pode ser o propulsor desse hábito.

SERVIÇO — Roda de conversa e exibição do filme Madame Bovary. Hoje, às 19h, no teatro do Sesc (rua Ipiranga, 155, Centro). Entrada gratuita. Informações: (19) 3437-9292.