Mais natural, mais saúde!

Com a liberação de agrotóxicos, alimentos orgânicos ganham cada dia mais consumidores (Foto: Amanda Vieira/JP)

Cozinhar com a família, amigos ou sozinho é um dos atos mais prazerosos e saudáveis que uma pessoa pode propiciar para si. Segundo o economista David Cultler, o ato de cozinhar deve ainda ter como prioridade o uso de alimentos frescos e o cuidado na hora de escolher o que vai alimentar o seu corpo.

No mês passado, o governo liberou 63 novos tipos de agrotóxicos, num total de 325 pesticidas desde o início de 2019. Dos agrotóxicos aprovados, 32% não são permitidos na União Europeia e 41% são alto ou extremamente tóxicos tanto para o meio ambiente quanto para a saúde.

O uso desenfreado de produtos químicos no solo, podem chegar a lençóis freáticos e acabar por contaminar águas para o consumo humano ou o meio ambiente aquático.

Uma das saídas para um consumo sem químicas são alimentos orgânicos, ou seja, alimentos produzidos naturalmente sem a utilização de agrotóxicos, fertilizantes químicos ou manipulação genética e antibióticos, em questão de produtos de origem animal. “Ingerir pesticidas ou fertilizantes químicos é perigoso, pois nosso organismo não digere esses venenos que ficam acumulados em nosso corpo ocasionando alergias e outras doenças nocivas à saúde”, comenta a agricultora, Tatiana Domingos.

Preocupada com essa questão, ela resolveu entrar para o ramo dos mercados ecológicos, que a cada ano têm ganha mais espaço. Conforme dados da Organis (Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável) no Brasil, cerca de 17% da população consome com frequência alimentos orgânicos e isso tem uma razão.

Segundo Tatiana, os alimentos orgânicos, além de livres de pesticidas, são mais saborosos justamente por não sofreram o efeito forçado do crescimento, além de um cuidado mais atento em comparação a monoculturas.

Algumas pessoas têm receio em consumir alimentos orgânicos por apresentarem um aspecto “mais natural”, no entanto, vale a pena optar por essa mudança. Ao ingerir alimentos produzidos da maneira natural, você oferecerá, pelo menos, três benefícios automáticos em sua vida: menos chances de desencadear alergias; maior nível nutritivo ao seu organismo, aumentando assim a imunidade; e seu corpo não sofrerá mais a interferência nos níveis hormonais. Vale a tentativa, não acha?

Larissa Anunciato
[email protected]