Manutenção em máquinas vai deixar 280 mil pessoas sem água

Samae informou que ação é necessária para melhorar o abastecimento em 47 bairros da cidade. (foto: Divulgação)

O feriado de Corpus Christi será de dor de cabeça para moradores de 47 bairros de Piracicaba. Na tarde de ontem, o Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) divulgou nota que estas regiões – segundo dados o Ipplap (Instituto de Planejamento e Pesquisa de Piracicaba), engloba mais de 280 mil pessoas – vão ficar sem água.

Segundo a nota da autarquia, a paralisação no fornecimento se deve a uma manutenção preventiva em seus equipamentos elétricos. “Os trabalhos serão realizados das 6h às 12h, e visam fazer a substituição de disjuntores e transformador da Estação de Tratamento e Estação Elevatória de Água Tratada”.

A nota explica também que a ação tem como “aprimorar a prestação de serviços no fornecimento de água para a população”.

De acordo com o Semae, durante a execução desses serviços, o tratamento e a distribuição de água poderão ser interrompidos, “resultando em eventual falta de água em alguns bairros”.

Segundo a nota da autraquia, as localidades que poderão ser afetadas com suspensão no abastecimento são: Capim Fino, Água Santa, Santa Rosa, Guamium, Uninorte, Vila Industrial, Mário Dedini, Algodoal, Ondas, parte da Nova Piracicaba e imediações; Santa Terezinha, Corumbataí, Balbo, Vila Sônia, Vale do Sol, Distrito de Ártemis, Sant’Ana, Santa Olímpia e imediações; Vila Rezende, Vila Fátima, Jardim Primavera, Areião, Nho Quim, Jardim Monumento e imediações; Paulista, Jaraguá, Castelinho, parte do Centro, Agronomia, Vila Independência, Cidade Alta, Vila Monteiro, Morumbi, Piracicamirim, Jardim Elite, Nova América, Jardim Caxambu, Bairro Verde, Higienópolis e imediações; Santa Cecília, Jardim Abaeté, Dois Córregos, Santa Rita, Pompéia, Cecap, Jardim São Francisco, Taquaral e imediações.

Ainda, segundo a nota divulgada pela autarquia – na internet e redes sociais –, a normalização do abastecimento ocorrerá gradativamente após a conclusão dos trabalhos. “O Semae alerta para a importância da economia de água durante o período. Assim fazendo, o impacto da falta de água será bem menor e a recuperação do abastecimento bem mais rápida”, conclui.

INVESTIGAÇÃO

A Comissão de Estudos sobre o Semae criada pela Câmara de Vereadores apurar a gestão da autarquia, recentemente teve seus trabalhos de “investigação” prorrogados por mais 120 dias. Com isso, o prazo que era 2 de agosto, será 29 de novembro.

Felipe Poleti
[email protected]