Maracanã será palco da final da Libertadores em 2020

Estádio venceu sete concorrentes para sediar a decisão. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) definiu, ontem, que a decisão da Copa Libertadores de 2020 será disputada no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. A partida será disputada no dia 21 de novembro do ano que vem. A decisão da Copa Sul-Americana de 2020 será no Estádio Mario Kempes, em Córdoba, na Argentina.

Para ser escolhida a sede da próxima final, o Maracanã desbancou sete estádios, sendo cinco deles brasileiros: Mineirão (Belo Horizonte), Arena do Grêmio e Beira-Rio (ambos em Porto Alegre), Morumbi e Arena Corinthians (ambos em São Paulo), Mario Kempes (Córdoba) e Nacional de Lima.

Esta será a segunda vez em que a Libertadores será disputada em jogo único, sendo que a primeira será neste ano, em Santiago, com o vencedor de Flamengo e Grêmio contra o vencedor de River Plate e Boca Juniors. No momento, o Athletico Paranaense é a única equipe matematicamente classificada para a próxima Copa Libertadores, já que conquistou a última Copa do Brasil.

Construído em 1950 para receber a primeira Copa no Brasil, O Maracanã receberá apenas a sua terceira final de Libertadores, sendo que apenas a segunda vez em que terá a partida final, com o campeão sendo corado no estádio. Em 1981 recebeu o primeiro jogo entre Flamengo e Cobreloa-CHI, no qual o Rubro- -Negro venceu por 2 a 1, porém após uma derrota do clube brasileiro em Santiago, o terceiro jogo foi em Montevidéu. Em 2008, após derrota no Equador, o Fluminense venceu a LDU por 3 a 1, porém perdeu o título nos pênaltis para os equatorianos.

O estádio carioca também sediou diversas finais, como duas Copas do Mundo (1950 e 2014), duas edições do Mundial de Clubes (1963 e 2000), final das Olimpíadas (2016), entre outros.

Mauro Adamoli
[email protected]