Mario Dedini recebe audição da Pequena Grande Orquestra da OSP

OSP Apresentação reúne alunos da Escola Municipal Professora Olívia Caprânico; entrada é gratuita. ( Foto: Rodrigo Alves)

Crianças e adolescentes da Escola Municipal Professora Olívia Caprânico, no bairro Mário Dedini, promovem apresentação de encerramento do projeto Pequena Grande Orquestra, desenvolvido pela OSP (Orquestra Sinfônica de Piracicaba), em parceria com a SME (Secretaria Municipal de Educação). A audição acontece às 15h de hoje, no pátio da própria unidade escolar, à rua Olga Pagoto Santiago, 630. Projeto de inclusões social e cultural às crianças e adolescentes matriculados na rede municipal de ensino, o Pequena Grande Orquestra teve início em outubro do ano passado. Atualmente são contemplados 40 alunos do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental, com aulas semanais do instrumento, sempre às quintas-feiras, no contraturno escolar. O evento tem apoio do Jornal de Piracicaba e revista Arraso.

A intenção é que o estudo musical seja mais que uma atividade escolar, se torne um estudo sistemático em prol da formação, em curto prazo, de orquestras infantil e juvenil em várias comunidades locais. “Concebemos o projeto como contrapartida social da OSP à cidade”, diz o maestro Jamil Maluf, diretor artístico e regente titular da OSP, ao lembrar que o ensino musical desperta motivação, autoestima, superação de limites, concentração e coordenação motora nas crianças.

As aulas são ministradas pelo violinista Denis Usov, que por vários anos integrou a Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto. Usov é natural de Moldova (na antiga União Soviética), e se mudou para o Brasil há 20 anos. Ele começou a frequentar aulas de violino quando tinha 5 anos de idade e participou de turnês na Itália, Alemanha, Áustria, Suíça e França. Integra o quadro de músicos da Sinfônica de Piracicaba desde março de 2016.

Para a apresentação, os estudantes executarão as obras “Brilha, Brilha Estrelinha” e “Remando Suavemente”, ambas do Método Suzuki, utilizado mundialmente para a educação musical de crianças. “Há crianças e adolescentes em diferentes níveis de formação, algumas que já conseguem juntar perfeitamente as notas. Mesmo aquelas que começaram recentemente as aulas foram incluídas na apresentação e estarão cantando”, explica Usov.

Segundo a diretora da unidade, Simone Monteiro Ferreira, o Pequena Grande Orquestra mostrou para a comunidade uma nova forma de pensar e ver o mundo. “Os acordes que surgiram dos instrumentos embalaram, encantaram e proporcionaram uma nova maneira de aprendizado aos alunos”.

A OSP também promove os projetos ABC do Dó, Ré, Mi, ancorado na linguagem de humor, e o Música nas Escolas, com quartetos de cordas, madeiras e metais. Outra ação em prol da ampliação do repertório cultural da comunidade são as palestras O Meu Concerto de Hoje, realizadas antes dos ensaios gerais abertos ao público, nos concertos vespertinos mensais.

As ações da Temporada 2018 da OSP são realizadas pela SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo) e Secretaria de Educação, sendo viabilizado pela Lei Rouanet e ProAC (Programa de Ação Cultural) com apoio da Hyundai, Caterpillar, Oji Papéis Especiais, Raízen, Grupo Pizzinatto e Indústrias Marrucci, além de apoio institucional da Empem, Oscip Pira 21, Cultura Artística e Rádio Educativa FM.

(Da Redação)