May diz que europeus deixarão de "furar fila" de imigração com Brexit

May diz que europeus deixarão de "furar fila" de imigração com Brexit
Fonte: Agência Brasil

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, disse nesta segunda-feira (19) que, com o seu plano para o Brexit, o sistema migratório no Reino Unido será alterado de maneira que os cidadãos comunitários não poderão “furar fila” da imigração.

“Já não acontecerá que os cidadãos da União Europeia (UE), à margem das qualificações ou experiência que tenham a oferecer, possam furar fila e passar na frente de engenheiros de Sydney (Austrália) ou de desenvolvedores de software de Délhi (Índia)”, declarou a premiê.

May deu detalhes de seu plano migratório ao defender o acordo do Brexit que firmou com Bruxelas no congresso anual em Londres da patronal Confederação da Indústria Britânica (CBI, na sigla em inglês).

“Ao invés de um sistema baseado na procedência, haverá um construído em torno dos talentos e qualificações que a pessoa oferece”, explicou a premiê.

A chefe do governo britânico disse que o acordo “cumprirá o veredito do referendo” de 23 de junho de 2016, no qual a saída do Reino Unido da UE recebeu 52% dos votos.

Além disso, May acrescentou que as novas normas de imigração levarão a criar “maiores oportunidades de formação para os jovens do país e mais empregos qualificados”, ao não haver a concorrência da UE.

A primeira-ministra pediu aos empresários que “trabalhem com ela” para aproveitar as oportunidades do Brexit.

O presidente da CBI, John Allan, declarou seu apoio ao acordo técnico estipulado com Bruxelas por May, ao julgar que, embora “não seja perfeito”, impede “a ruína” que seria sair do bloco sem um acordo.

Apesar das críticas que seu plano suscitou dentro e fora de seu partido, a líder conservadora disse hoje que “está decidida” a levá-lo adiante.

May diz que europeus deixarão de "furar fila" de imigração com Brexit