Médico Vilson Dornelles é candidato a deputado federal

Dornelles é catarinense e formou-se médico em 1976. (Foto: Claudinho Coradini / JP)

Com a bandeira do nacional desenvolvimentismo em punho, o médico da rede pública de saúde de Piracicaba, Vilson Dornelles (PPL), 69, anuncia a candidatura a deputado federal pelo PPL (Partido Pátria Livre), o qual ele ajudou a fundar em 2009 e do qual é membro do diretório nacional e integra a executiva estadual. Caso seja eleito, Dornelles pretende lutar para reverter medidas tomadas pelo presidente Michel Temer, como a venda de campos de petróleo da Petrobrás a estatais estrangeiras, a auditoria da dívida pública e lutar contra a venda da Eletrobras, entre outras medidas, que resume em uma frase: privatizar em áreas que for possível estimular a concorrência e manter sob o controle do Estado setores estratégico como o petrolífero e o de geração de energia.

O projeto de desenvolvimento nacional o qual Dornelles defende teria como premissas o fortalecimento da educação, da ciência e tecnologia, além do incentivo e da proteção da indústria nacional. Esse projeto é encabeçado pelo candidato à presidência do partido João Goulart Filho, cujo pai foi o presidente da República deposto pelo golpe militar de 1964. O PPL tem como referenciais históricos Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, e Getúlio Vargas.

Dornelles defende a auditoria na dívida pública brasileira, que, este ano, deve representar a drenagem de mais de R$ 400 bilhões do orçamento brasileiro para o pagamento de juros da dívida pública. “Caso essa auditoria seja feita, o Brasil não terá nada mais a pagar e ainda terá que receber, porque a Constituição Federal proíbe a cobrança de juros sobre juros”, afirmou.

O candidato disse que os valores gastos com o pagamento de juros correspondem quatro vezes o orçamento do Ministério da Saúde (R$ 100 bilhões). “Veja quanto poderíamos melhor a vida dos brasileiros com esse dinheiro”, disse. “O brasileiro se indignou na época da Copa com a construção de arenas de R$ 1 bilhão e não se dá conta que, diariamente, mais de uma arena é destinada para o pagamento de juros aos banqueiros”.

O médico alerta que, com a ameaça de venda da Eletrobras, o governo estaria prestes “a entregar dez usinas hidrelétricas” pelo preço de uma. Segundo ele, com a venda do direito de exploração de campos de petróleo do pré-sal o governo entregou por US$ 1,5 o barril de petróleo que poderia exportar a US$ 50 dólares. “Os campos já descobertos do pré-sal têm 100 bilhões de barris de petróleo. se vendermos 2,5 bilhões por ano, com lucro de US$ 40, teríamos US$ 100 bilhões de dólares por ano para investir no desenvolvimento no País”, calcula.
Dornelles é catarinense e formou-se médico em 1976 pela Universidade Federal do Paraná.

(Rodrigo Guadagnim )

O jornal de Piracicaba está publicando matérias com todos os candidatos a deputado estadual e federal, cujo domicílio eleitoral seja a cidade de Piracicaba. Isso para obedecer ao Princípio da Isonomia e não privilegiar a exposição de um candidato em detrimento a outro.