Mimulus apresenta espetáculo de dança

O Sesc recebe hoje, às 20h, a companhia mineira de dança de salão Mimulus para apresentar trechos de dois espetáculos contemporâneos: Pretérito Imperfeito e Por um fio. Dirigidas por Jomar Mesquita, um dos oito bailarinos em cena, a primeira montagem tem foco nas lembranças e em como o passado influencia o tempo atual, trazendo as memórias de 20 anos de existência da Mimulus Cia. de Dança. A segunda coreografia é inspirada na vida e obra do artista plástico Arthur Bispo do Rosário.
 
Pretérito Imperfeito faz alusão ao tempo verbal enfatizando a ideia de que as lembranças do passado se reverberam no presente. A cia. utiliza-se do espetáculo para apresentar suas memórias e lembranças, depois de investigar e refletir sobre os seus mais de 20 anos. O espetáculo teve como primeira inspiração a leitura do livro Pequeno Tratado das Grandes Virtudes, do filósofo francês Andre Comte-Sponville. Laboratórios de poesia e de música erudita brasileira contribuíram para que o diretor artístico Mesquita harmonizasse a trilha sonora — composta por músicas instrumentais do Brasil, do erudito ao popular —, a fala e iluminação às pesquisas corporais desenvolvidas em conjunto pelos bailarinos. Na exibição de Piracicaba não há cenário.
 
 
“É o tempo utilizado para a descrição de fatos passados não concluídos inteiramente (imperfeitos), pois somos feitos pelas memórias, pelos pretéritos não finalizados, pelas lembranças que, como janelas, se abrem, iluminam e modificam a realidade. Sobre essa linha tênue de lembranças e vestígios, o espetáculo se constrói. Buscamos referências em pessoas que passaram pelo nosso trajeto. Pela presença do corpo de cada um dos bailarinos, pelas lembranças dos expectadores registradas no cenário faz-se a história”, disse Mesquita. Além dele, os bailarinos integrantes são Juliana Macedo, Rodrigo de Castro, Andreia Pinheiro, Murilo Borges, Mayara Victor, Guilherme Serpa e Fabiana Dias.
 
 
POR UM FIO — Em Por um fio, a companhia inspira-se na vida e na obra de Arthur Bispo do Rosário, esquizofrênico que viveu numa instituição psiquiátrica e é, também, homenageado pelo seu centenário de nascimento e 20 anos de sua morte. Baseado na “arte da loucura”, segundo o diretor, o espetáculo, foi estreado em 2009. No mês de junho de 2012, fez a abertura do 80º Jacob’s Pillow Dance Festival, nos Estados Unidos.
 
 
SERVIÇO — Trechos dos espetáculos de dança Pretérito Imperfeito e Por um fio. Hoje, às 20h, no Sesc (rua Ipiranga, 155, Centro). Ingressos: grátis (credencial plena), R$ 8,50 (meia) e R$ 17 (inteira). Vendas nas bilheterias do Sesc. Informações: (19) 3437-9292.