Moradores da Cruzeiro do Sul formam associação

Os moradores do bairro Nova Piracicaba se reúnem para formar uma associação com personalidade jurídica e tentar impedir a transformação de trecho da avenida Cruzeiro do Sul em corredor comercial. O projeto de lei que libera comércio na via foi aprovado pela Câmara, sancionado pelo prefeito Barjas Negri (PSDB) e publicado no Diário Oficial no dia 3 de março. A assembleia de fundação será realizada no domingo (25), às 9h30, na avenida Cruzeiro do Sul, entre as ruas Juritis e a rotatória da avenida Armando Cesare Dedini.
 
Residente no bairro, Serginho Setten informou que a comissão de moradores vai formar a entidade, que poderá representar o bairro em qualquer assunto e sem questionamento. “Ai vamos partir para resolver o problema no bairro todo. Nada melhor do que ter CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), inclusive para entrar judicialmente na Justiça. Já estamos até vendo um advogado de fora da cidade para entrar com a ação na Justiça”, informou o morador. 
 
Os moradores se mobilizaram depois que a Câmara aprovou o projeto de lei do Executivo que transforma dois quarteirões da avenida Cruzeiro do Sul, estritamente residencial, em área comercial. O trecho vai da rua Tico-Tico até Emílio Galdi. Mês passado, na seção Seu Bairro, moradores disseram que pretendem barrar a lei, pois temem perder a tranquilidade, que as ruas fiquem congestionadas, que se acumulem detritos e que a movimentação intensa cause impactos ambientais e afugente os animais que convivem com os moradores. 
 
 
O OUTRO LADO — Em nota, a prefeitura informou que a lei complementar 394/2018 já foi publicada no dia 3 de março, regularizando diversos corredores comerciais, inclusive o da avenida Cruzeiro do Sul. “O projeto de lei foi submetido à audiência pública, convocada pela Câmara, bem como aprovado pelo Conselho da Cidade”, informou a administração, em nota.
 
 
PRECEDENTE — Um dos temores dos moradores era que a aprovação do projeto abrisse um precedente para criar um corredor comercial ao longo da avenida e em outros trechos do bairro. No dia 12, a Câmara aprovou requerimento do presidente, Matheus Erler (PTB), sobre a possibilidade de transformar a rua Luiz Nozella, no mesmo bairro, de residencial para comercial. Segundo o parlamentar, moradores do bairro apresentaram um abaixo-assinado com o pedido. A alegação foi que as avenidas Césare Dedini e Presidente Kenedy, nas proximidades, estão consolidadas como áreas comerciais.
 
Setten informou que vai levar essa informação para a associação e somente depois pretende se manifestar.