Moradores do Bosques do Lenheiro criam biblioteca comunitária

O Centro Comunitário do bairro Bosques do Lenheiro, situado entre as ruas Pau Brasil e Josaphat Gomes de Oliveira, foi preparado para receber projeto de incentivo à leitura, cultura e educação. Por iniciativa da própria população e do vereador Jonson Sarapu de Oliveira, o Maestro Jonson (PSDB), voluntários da comunidade fizeram a recuperação da unidade, anteriormente em precárias condições de uso, para criar no local uma biblioteca comunitária. A inauguração do novo espaço, que abriga, em média, 5.000 livros, acoplados em cerca de 15 prateleiras, acontece hoje, às 17h. Mais de 2.000 crianças e adolescentes do bairro e da comunidade Frederico podem usufruir das obras.
 
 
Os moradores do bairro trabalham voluntariamente na biblioteca, que abre, inicialmente, às terças e quintas-feiras, das 14h às 16h, entretanto, a ideia é de ampliação deste horário. A presidente da Associação de Moradores do bairro Bosques do Lenheiro, Helenice Jesus Santos (Lena do Mercado), que reside há mais de 18 anos na região, falou sobre as mudanças proporcionadas pela implantação da biblioteca. “O local estava feio e acabado. Com a biblioteca, iremos tirar as crianças da rua, dar ensinamento e possibilidades de pesquisa, pois elas não têm condições de comprar livros, então poderão emprestá-los e devolvê-los ao ler”, disse.
 
 
Desde o dia 2 de fevereiro, mais de 50 pessoas fizeram a pintura, limpeza, corte de mato, retirada de lixo e entulho das dependências do Centro Comunitário, que ocupa área superior a 1.000 metros quadrados. O espaço foi inaugurado em 2010 e passou por recuperação de áreas verdes, reforma dos banheiros internos e da parte elétrica. Os trabalhos de recuperação ocorreram por meio de parcerias entre a iniciativa privada e o poder público.
 
 
Esse projeto foi iniciado, de acordo com o Maestro Jonson, devido à necessidade que a região tinha de incluir, em suas atividades diárias, ações voltadas à formação cidadã. A comunidade e os jovens, então, se uniram para tornar esse propósito uma realidade. “A biblioteca foi pensada no final do ano passado. A criação do espaço é importante para motivação à leitura, já que, por ser um bairro distante, nem todos conhecem uma biblioteca e, talvez, nunca frequentaram uma. Por isso, é uma oportunidade para terem acesso à informação de forma mais próxima. Queremos colocar uma grade de ações para ocupar o tempo das crianças”, disse, acrescentando que, além de obras literárias, a biblioteca será um local de recepção de artes marciais, aulas de música, cursos de qualificação, esportes e outras atividades culturais.
 
 
DOAÇÕES — O gabinete do parlamentar e a loja Net Point Informática arrecadaram livros e receberam a doação de mobiliário e computador para a biblioteca durante dois meses. Quem desejar ajudar pode levar materiais na própria Câmara (rua alferes José Caetano, 547, Centro) e na rua Benjamin Constant, 1.249, Centro.