Morre o radialista Xilmar Ulisses

Homem em estúdio de rádio sentado em frente ao microfone Radialista dedicou mais de 50 anos ao rádio (Foto: arquivo pessoal)

Morreu na tarde desta quinta (18) o radialista Xilmar Ulisses, em decorrência de um câncer de pulmão extremamente agressivo. Xilmar dedicou mais de cinco décadas de sua vida aos microfones de rádio. Centenas de homenagens foram feitas a ele em mídia social. Ele completaria 72 anos no dia 11 de maio. Ele deixa esposa e filhos. O corpo é velado no Velório do Cemitério da Saudade, sala 3. O enterro será às 13h desta sexta (19).

Durante muito tempo, era a voz de Xilmar Ulisses que ecoava nas manhãs à frente do programa semanal Bom Dia Cidade, da Rádio Municipal Educativa FM. Ingressou em 1963, na antiga Rádio Voz Agrícola, onde foi operador de áudio, redator, comentarista, locutor de estúdio e repórter de campo na área esportiva.

Sempre antenado e observador sobre tudo o que acontecia, Xilmar foi “professor” de muitos aspirantes ao rádio e ampliou seus conhecimentos com a chegada da era digital. Acompanhava como ninguém os fatos políticos, culturais e ambientais da cidade e debatia assuntos com conhecimento de causa.

A esposa dele, Irene Santos, e os filhos Gustavo, Waldemar Santos e Maximiliano Ribeiro Aquino Santos usaram perfis em mídia social para prestar homenagens ao radialista.

O filho Maximiliano escreveu: “Hoje eu perdi meu pai, Xilmar Ulisses, um grande pai, amoroso, tradicional de opinião forte, de sorriso grande, voz bonita e coração maior que suas convicções. Eu me preparei quando percebi que a batalha era injusta, mas nenhuma preparação é suficiente. É como se o jogo tivesse as regras mudadas depois que o juiz deu início a partida e aí, nada mais importa”.

Em outro trecho ele declarou: “Pai, eu pude dizer minhas últimas palavras a você ‘eu te amo’ e você respondeu ‘eu também te amo’. Deus precisava de um comunicador e você, bode velho, foi o maior deles. Obrigado por ter me dado a oportunidade de ter sido seu filho. E não esquece nunca, eu te amo”.