Motorista é agredido após proibir transporte de aluno sem autorização da secretaria

Motorista ficou com o antebraço lesionado (Divulgação)

Um motorista de transporte escolar de 68 anos foi agredido após negar o transporte para um aluno de 13 anos, que não tinha o cadastro liberado pela Secretaria de Educação. O idoso foi agredido pelo adolescente de 16 anos, irmão do estudante e em seguida pelo pai dos menores. A vítima ficou com uma lesão no braço. As agressões teriam ocorrido no início da noite desta quinta-feira (22), no bairro Glebas Califórnia. O boletim de ocorrência sobre o assunto foi registrado na sede da UPJ (Unidade de Polícia Judiciária) como ato infracional de lesão corporal. As circunstâncias sobre o ocorrido serão apuradas posteriormente pela Polícia Civil.

Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 12h30 de quinta-feira, o motorista fazia a linha Glebas Califórnia-Bongue para transporte dos alunos da Escola Estadual Comendador Luciano Guidotti, quando a mãe de um aluno de 13 anos teriam invadido o ônibus sem o seu consentimento e gritou que seu filho faria o uso do transporte de qualquer maneira. O motorista e uma monitora que estava no interior do veículo informaram que o adolescente só poderia viajar se tivesse com o cadastro liberado pela Secretaria da Educação.

Em seguida, um adolescente de 16 anos, irmão do aluno, teria entrado no veículo com um cano de PVC e agrediu o antebraço direito do motorista e causou uma lesão. O pai dos jovens também teria entrado no ônibus e chegou a levantar o braço para bater no idoso, mas não chegou a consumar a agressão.

O aluno teria entrado no veículo, mas acabou saindo junto com a sua família, antes de seguirem a viagem. O caso foi registrado pelo delegado Rinaldo Puia de Souza. O idoso deverá passar por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal).

 

Cristiani Azanha

[email protected]