Motorista se mata após tentar atirar contra a ex

Um motorista de 54 anos é acusado de tentar matar a ex-namorada, uma manicure de 24 anos. Ele teria atirado várias vezes em direção da vítima, mas a arma falhou. Em seguida, teria entrado em uma área verde, no bairro Santa Teresinha, e  atirado contra o próprio peito, na última segunda-feira (12). Os socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) iniciaram os procedimentos de reanimação do homem, mas ele não resistiu.
 
A manicure disse para a Polícia Militar que, momentos antes do crime, envolveu-se em discussão com o ex por causa do final do relacionamento entre eles, após se encontrarem no bairro. Segundo o boletim de ocorrência, o motorista teria apontado uma arma na direção da jovem e  efetuado vários disparos, mas a pistola teria falhado.
 
A jovem correu para a casa de conhecidos e, em seguida, entrou em contato com a Polícia Militar através do telefone 190. Quando os PMs chegaram ao endereço informado, foram avisados pelos vizinhos que o homem teria entrado em uma área verde, perto da casa dele.
 
Os policiais fizeram buscas naquela região e localizaram o homem caído no chão com um ferimento provocado por tiro no tórax e, ao lado do corpo, tinha uma pistola com carregador. Os socorristas do Samu chegaram a iniciar os procedimentos médicos, mas o motorista morreu.
 
O delegado Vicente de Almeida Prado Junior acompanhou a perícia do IC (Instituto de Criminalística). Em seguida, o corpo do motorista foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para a realização de exame necroscópico para confirmar a causa da morte, antes da liberação aos familiares para providenciarem o sepultamento.
 
Em seguida, o delegado esteve na casa do homem e localizou nove cartuchos de calibre 32, que estavam dentro do guarda-roupa, no quarto do acusado. Prado Junior determinou a realização de exame residuográfico nas mãos do motorista para comprovar se realmente  teria realizado o disparo contra o próprio peito.
 
Todas as hipóteses sobre o ocorrido serão apuradas pelos policiais do 5º Distrito Policial através de inquérito policial. Nos próximos dias, os familiares serão chamados pela polícia para prestarem depoimento sobre o ocorrido.
 
 A ex-namorada do motorista foi procurada pela reportagem para comentar o caso, mas  não atendeu as ligações feitas no celular da jovem relacionado no boletim de ocorrência.