Movimento social inicia abaixo-assinado para valor fixo na tarifa de água

Movimento é encabeçado pela deputada estadual professora Bebel (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O movimento “Piracicaba com água e esgoto a preço justo” lançou na tarde de ontem o projeto de iniciativa popular que visa fixar o valor de R$25 nas contas d’água e esgoto das famílias com renda em até um salário-mínimo mensal.

Uma das coordenadoras do movimento, a deputada professora Bebel (PT) disse, que falta qualidade na gestão de serviços da distribuidora e o valor da conta está muito alto. “Estou contente que o prefeito tomou a iniciativa de implantar a tarifa até 2020, mas o departamento do Semae não tem transparência, falta qualidade”.

Bebel demonstrou o anseio pelo cumprimento da tarifa. “É uma vitória do movimento organizado, pois, o que é bom para a população é bom para quem a representa”, ressaltou.

O projeto visa ter um valor único na tarifa, em relação a categoria residencial de até 25 metros cúbicos (m³), ou 25 mil litros d’água, normalmente uma quantidade que abastece uma casa com quatro pessoas. “Em uma residência como essa a fatura fixa seria R$25 ao mês”, completou.

Os integrantes do movimento saem hoje as ruas para coletar, pelo menos, 15 mil assinaturas para dar entrada num projeto de iniciativa popular na Câmara dos Vereadores. “Nós temos a expectativa de coletar todas essas assinaturas até o mês de agosto”, comenta Bebel.

Letícia Azevedo