Mudança no transporte causa transtornos a usuários no Cecap

Com a retirada da linha 250, a demora para chegar ao destino saiu de 40 minutos para quase 2 horas. (Foto: Amanda Vieira/JP)

A suspensão da linha de ônibus 250 do Cecap, pela Via Ágil – empresa responsável pelo transporte público em Piracicaba – não agradou os usuários que usavam o serviço diariamente. A mudança causou transtornos como atrasos, tempo de espera e tempo maior no deslocamento.

O vendedor Vanderlei Soares Vieira, morador em Santa Teresinha, mora 25 quilômetros distantes do trabalho. Desde que a linha foi retirada, ele passou a gastar – de 40 minutos – para duas horas de deslocamento para ir e outras duas horas para voltar para casa. “O pessoal em geral ta reclamando porque cortaram várias linhas dos bairros e, para piorar, mudaram os itinerários”, afirmou.

“Faço uso das linhas 406 e 240 e 216. A linha 406 passou a atender os predinhos, em Santa Teresinha, com isso aumentou o percurso, resultando na perda de conexão com o ônibus 240 que vai pro Cecap, o que piorou com o cancelamento da linha 250, desde o dia 30”, afirmou.

A Via Ágil informou que as revisões do serviço de transporte coletivo, visam a adequação da oferta de viagens com o número de passageiros, sendo realizados sempre que necessários.

‘Estas revisões operacionais, são realizadas pela Semuttran, a partir das constatações que a empresa Via Ágil obtém em relação a variação no número de passageiros transportados’, informou em nota.

A empresa informou que quando há implantação dos projetos, os técnicos tanto da Semuttran e da Via Ágil, acompanham havendo necessidade de ajustes pós-implantação, estes são realizados.

A Semuttran informou que as duas linhas juntas possuíam 12 ônibus em operação. Com a reestruturação permaneceu a linha 240 com 15 ônibus. “Visando equalizar a demanda, há 12 ônibus da linha 240 que parte do Terminal Cecap até o TCI passando pelo TPI, e 3 ônibus que partem do meio do trajeto a partir do Alvorada e Sol Nascente com destino ao TCI”, informou.

Beto Silva
[email protected]