Mulher é ferida por estilete após escapar de tentativa de estupro na área central

Caso será apurado pela DDM. (Claudinho Coradini/JP)

Uma mulher de 29 anos foi “riscada” várias vezes com um estilete após resistir a uma tentativa de estupro na área central de Piracicaba, na manhã desta quinta-feira (18). Ela também teria sido agredida com socos. A vítima entrou na sede das delegacias especializadas, na rua Tiradentes para pedir ajuda. O suspeito fugiu e não foi localizado pela polícia.

Um investigador da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) estava trabalhando, quando a vítima entrou na delegacia, que também é sede da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes). “A mulher estava muito assustada. Ela disse que caminhava pela rua Tiradentes, por volta das 9h30, quando um homem teria se aproximado e levantou a sua saia”, afirmou o policial civil.

O investigador acrescentou que a vítima teria reagido e passei a ser atingida com socos, além de ser ferida com um estilete.

“Imediatamente, as equipes da DIG e Dise fizeram buscas em vários bairros de Piracicaba, mas o suspeito não foi localizado”, completou o investigador.

A Polícia Militar e a Guarda Civil também participaram das buscas, mas o suspeito não foi localizado.
A vítima informou que o acusado era magro, usava a camiseta do time de futebol Flamengo, tinha aproximadamente 1,80m de altura. Usava shorts azul-claro, barba grande e era negro.

A apuração sobre o ocorrido será conduzida pelas policiais civis da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher). Até o fechamento desta edição, o acusado ainda não tinha sido localizados pelos policiais.

Cristiani Azanha