Mulher é flagrada com drogas e réplica de pistola na Comunidade do Pantanal

Entorpecentes e dinheiro foram apreendidos. (Divulgação/GC)

Uma denúncia anônima ajudou a Guarda Civil na prisão de uma mulher de 34 anos acusada de envolvimento com o tráfico de drogas. A abordagem foi realizada nesta sexta-feira (21), na moradia da suspeita na Comunidade do Pantanal. No local, os agentes teriam localizado 309 porções de maconha, três pedras brutas crack e uma pedra bruta de crack. Os guardas também apreenderam 44 pinos cocaína e 17 pedras de crack, que já estavam preparados para venda, réplica de pistola, R$ 630 e mais de 1,5 mil embalagens vazias.

De acordo com a corporação, após receberam uma denúncia sobre o tráfico de drogas que ocorria na casa da mulher, os agentes foram até ao endereço informado.

A acusada foi localizada na residência e teria confessado aos guardas que recebia R$ 100 para armazenar os entorpecentes dentro de sua casa e teria afirmado que as drogas estarias dentro de três mochilas.

A mulher não quis informar quem seria o responsável pelos entorpecentes, por temer represálias.

Levada ao plantão policial, a mulher foi autuada em flagrante sob acusação de tráfico de drogas e posteriormente encaminhada para a carceragem, onde ficou até ser apresentada à audiência de custódia.

OUTRO CASO

Após outra abordagem distinta feira pela Guarda Civil, um adolescente de 17 anos foi surpreendido com 26 pinos de cocaína, dez pedras de crack e mais dez trouxinhas de maconha, por volta das 11h de quinta-feira (20), no Jardim Oriente.

Os guardas participavam da Operação Saturação com várias equipes da corporação, quando perceberam que o menor estaria em um ponto conhecido de venda de entorpecentes.

Assim que percebeu a aproximação dos guardas, adolescente fugiu, mas foi alcançado pelas equipes. Com ele, os guardas teriam localizado as porções de entorpecentes. Ele chegou a ser levado ao plantão policial, mas foi liberado ao responsável.

Cristiani Azanha