Mulher é presa após esfaquear companheiro

facada Vítima queria que suspeita parasse de fazer programa. (Foto: Divulgação)

Uma mulher de 41 anos foi presa, ontem, acusada de esfaquear seu companheiro na barriga após uma discussão, na residência do casal, no bairro Alto. A vítima, um rapaz de 19 anos, foi socorrido por vizinhos até a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do bairro Piracicamirim, mas diante da gravidade do ferimento foi transferido para o Hospital Fornecedores de Cana, onde passou por cirurgia e continuava internado em estado estável. A acusada foi presa pela Guarda Civil enquanto ainda estava na UPA para acompanhar o companheiro. Segundo a corporação, o casal teria discutido porque o rapaz queria que a companheira parasse de fazer programas.

O guarda civil Marcelo disse que a equipe médica entrou em contato com a corporação para avisar que um jovem deu entrada na unidade com um ferimento provocado por facada. “Quando chegamos na UPA fomos avisados que a autora da agressão seria a convivente da vítima. Ela foi localizada ainda no interior da unidade. Ela alegou que se arrependeu de sua atitude”, afirmou Marcelo.

De acordo com o agente, a faca usada na agressão foi localizada pelos GCs na casa da suspeita. Os patrulheiros apuraram que a mulher era prostituta, mas seu parceiro, teria ciúmes e queria que ela parasse de fazer programas. Ela convivia com o rapaz há um ano e meio e seria responsável para pagar as contas de casa.

“A acusada disse que seu companheiro chegou em casa muito alterado e eles teriam se desentendido por causa de ciúmes dele. Inclusive, ambos já teriam se desentendido anteriormente por conta do mesmo motivo. A mulher disse que a vítima partiu para cima dela e como já estava com uma faca nas mãos acabou atingindo o rapaz. Ela informou ainda que ajudou a socorrer o companheiro com alguns vizinhos”, completou o GC.

A mulher foi levada pelos guardas civis até sede da UPJ (Unidade de Polícia Judiciária), onde foi autuada em flagrante sob tentativa de homicídio pela delegada Juliana Ricci. Ela foi transferida para a carceragem.
(Cristiani Azanha)