Mulher leva maconha ao CDP

A visitante foi autuada em flagrante sob acusação de tráfico de drogas. Ela ficou presa em uma cela anexa à carceragem, até ser apresentado à audiência de custódia.

Uma mulher foi flagrada com porções de maconha escondidas no sutiã e nas partes íntimas, no sábado (3). Ela pretendia entregar o entorpecente para o seu companheiro que cumpre pena no CDP (Centro de Detenção Provisória) Nelson Furlan, em Piracicaba. Ela foi surpreendida com o entorpecente após passar pelo procedimento de revista dos visitantes com o uso do scanner corporal.

Segundo a SAP (Secretaria de Estado da Administração Penitenciária, a mulher passava pela revista, quando as agentes de segurança penitenciária percebemos uma alteração na imagem no scanner na região do tórax e nas partes íntimas.

A Polícia Militar foi acionada e a visitante fora conduzida ao Plantão Policial, acompanhada pelas servidoras da unidade que realizaram a apreensão.
A visitante foi autuada em flagrante sob acusação de tráfico de drogas. Ela ficou presa em uma cela anexa à carceragem, até ser apresentado à audiência de custódia. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do preso que receberia o entorpecente.

A Pasta ressalta que as visitas flagradas tentando adentrar com objetos ilícitos em unidades prisionais, ficam sujeitas a suspensão do rol de visita de acordo com a legislação vigente.

OUTRO CASO
Há 15 dias, outra visitante de 21 anos tentou entrar na Penitenciária Masculina de Piracicaba portando uma porção com maconha e cocaína, com 62 gramas no total, nas partes íntimas. Ela pretendia visitar o companheiro, que cumpre pena na unidade. Ela teria confessado que tentava entrar na unidade com os entorpecentes a pedido de “terceiros” e que não sabia para quem seria o destinatário dos entorpecentes.

 

Cristiani Azanha
crisazanha@jpjornal.com.br