Mulher tenta entrar em Penitenciária com droga presa com elástico na cintura

Droga foi localizada durante a revista. (Divulgação/SAP)

Duas visitantes de 25 e 26 anos foram surpreendidas com porções de maconha escondidas no quadril, como se fosse um cinto no interior da roupa e nas partes íntimas. Ambas foram abordadas pelos agentes de segurança da Penitenciária Masculina de Piracicaba, no domingo (16). Elas foram levadas ao plantão policial, onde foram autuadas em flagrante sob acusação de tráfico de drogas. As acusadas permaneceram na carceragem até as respectivas apresentações às audiências de custódia.

De acordo com os funcionários da unidade, as mulheres passavam pelo procedimento de revista com a utilização do escâner corporal. Uma delas teria tentado entrar no presídio com as porções de maconha amarradas na cintura, como se fossem um cinto, presa com um elástico de sua calça e outra com um uma porção de maconha nas partes íntimas.

Ainda segundo os agentes, ambas alegaram pretendiam entregar o entorpecente aos seus companheiros, que estão presos na penitenciária, nas afirmaram que eles não tinham pedido para que levassem a droga.

 

Maconha estaria nas partes íntimas de visitante. (Divulgação/SAP)

 

A Polícia Militar foi acionada e as visitantes foram encaminhadas para o plantão policial. A direção da unidade instaurou Procedimento Investigativo Disciplinar para apurar a participação dos presos.

OUTRO CASO

Há 15 dias, uma jovem de 19 anos também foi presa após ser acusada de tentar levar uma porção de maconha e comprimidos de estimulante sexual escondidos em suas partes íntimas, no mesmo presídio.

Ela teria informado aos agentes de segurança penitenciária que levaria a “encomenda” a pedido de um detento, que cumpre pena na unidade. A acusada foi levada ao plantão policial, onde foi autuada em flagrante sob acusação de tráfico de drogas.

De acordo com os funcionários da unidade, a visitante passava pela revista com a utilização do escâner corporal, quando os agentes perceberam, por meio das imagens, que a mulher apresentava uma anormalidade em sua região pélvica. Questionada se portaria algo ilícito, a mulher teria confessado que portava uma porção de maconha e 20 comprimidos, aparentando ser estimulante sexual.

Cristiani Azanha