Mulher tenta levar Viagra para Penitenciária Masculina

scanner Estimulante sexual foi flagrado pelo scanner. (Foto: Divulgação)

Uma mulher de 32 anos foi flagrada com 67 comprimidos similares a estimulante sexual em sua roupa íntima após passar por revista para entrar na Penitenciária Masculina, no último sábado (08). Os agentes de segurança penitenciária faziam revista com a utilização de escâner corporal, quando perceberam que ela tinha uma anormalidade na região torácica.

Questionada sobre os comprimidos, a mulher teria informado que pegou as roupas emprestadas de uma desconhecida na entrada da unidade prisional, mas não sabia que os comprimidos estariam escondidos na roupa. Sendo assim, a mulher negou que iria entregá-los ao companheiro que cumpre pena no presídio.

A mulher chegou a ser encaminhada ao plantão policial e liberada após prestar depoimento. No entanto, por determinação da SAP (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária), ela terá temporariamente o nome incluído no rol de visitantes proibidos de entrar na unidade prisional.

A direção do presídio também deverá instaurar um procedimento preliminar para apurar se o companheiro da mulher teria ciência da entrada dos comprimidos na penitenciária, que é considerada uma prática proibida na unidade.

Semana passada, uma vendedora de 41 anos foi presa após ser surpreendida por agentes de segurança penitenciária com aproximadamente 100 gramas de maconha e cocaína escondida nas partes íntimas, enquanto passava por revista na Penitenciária Masculina. Ela confessou que pretendia entregar os entorpecentes para o seu companheiro que cumpre pena no presídio.

(Cristiani Azanha)